A Elegante Vienna

A glamurosa, elegante, chique e organizada capital da Áustria, estamos falando de Vienna. Lemos muito “Viena“, porém, também vemos muito “Vienna“. Como acho que Vienna traz um toque a mais de elegância, que combina com a cidade, prefiro esta forma. Em alemão, a língua falada na Áustria, se diz Wien.

O rio Danúbio é quem abastece a cidade.

img_2635

Uma população metropolitana na faixa de 2,6 milhões de pessoas faz com que ela tenha 1/4 da população total do país. A sétima maior cidade européia e a segunda maior que fala a língua alemã, depois de Berlim. Um decreto político de 1929, faz dela também um estado.

Abriga muitas organizações internacionais como a OPEP e uma das quatro sedes da ONU. Vienna também foi residência dos músicos Beethoven e Mozart.

Seu Centro Histórico faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

Em 2015, Viena foi considerada pela sétima vez consecutiva, a cidade com maior qualidade de Vida no Mundo. Engraçado é que não achei isso tudo. Existem muitos outros lugares na Europa, onde gostaria mais de Viver.

Habitada desde o Período Paleolítico. Os Celtas andaram por lá, depois os Romanos ocuparam a região, onde Vienna está.

A primeira menção à cidade foi feita na Idade Média, em 881.

Viena se tornou ponto de passagem de comerciantes, que usavam o rio Danúbio ou se dirigiam para/de Veneza, fazendo com que se tornasse uma importante e rica cidade.

Em 1679, cerca de 1/3 da cidade pereceu frente a peste bubônica.

Durante séculos foi a capital imperial da Casa dos Habsburgo, que tiveram influência por toda a Europa. Chegou a ser a quinta maior cidade do mundo, em 1910, tendo caído após perder 1/4 de sua população durante a Primeira Grande Guerra Mundial.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Vienna em três dias:

Com importantes e magníficos Palácios, serão neles que iremos nos concentrar, além da Ópera, Parques e Jardins.

Dia 1:

Dia de uma longa caminhada.

img_2657img_2917

img_2667
Ópera de Vienna, mas entradas para o Musikverein

Comece seu dia pela Wiener Staatsoper, a Ópera de Vienna. Considerada uma das casas de Ópera mais bonitas do mundo e também com a melhor acústica. Existe passeio guiado durante o dia. Os ingressos para assistir a uma Ópera custam na faixa de 200 euros, mas encontrei ingressos antecipados on-line por 32euros. Para pagar somente 3euros, deve-se chegar 90 minutos antes do espetáculo, de onde as pessoas serão alocadas em local para assistir à Ópera de pé. Em uma das laterais da Ópera está um grande telão, que em alguns dias transmite o espetáculo ao vivo, informe-se do dia e hora, quando estiver por lá.

Lembro que Óperas costumam ser monótonas. Muitos preferem ir no Musikverein, assistir grandes orquestras do mundo inteiro.

Clica aqui e vai lá no site do Musikverein.

Clica aqui e vai lá no site da Ópera de Viena

 

img_2666
A Famosa Torta de Chocolate do Hotel Sacher

Atrás da Ópera de Viena está o famoso Hotel Sacher, cuja atração principal é uma tradicional Torta de Chocolate ou Torta Sacher, que tem a receita mais antiga do mundo. Leio quase que unanimamente que não é grandes coisas, que o Apfelstrudel dá de 10. Mas eu gostei muito! Lá embaixo tem um link para o post exclusivo da Torta Sacher.

img_2672
Biblioteca Nacional
img_2678
Hofburg. Você vai passar ali por dentro para seguir o Roteiro que sugiro
img_2686
Hofburg

Seguindo pela Augustinerstrasse, você passará pela Biblioteca Nacional (bastante indicada, mas não fui) e, logo, chegará no Hofburg, o Palácio Imperial e residência dos Habsburg, uma das famílias mais poderosas e influentes da Europa por séculos. Durante muito tempo foi sede do Império Austro-Húngaro. Lá dentro encontramos toda a prataria usada e o modo de Vida dos Habsburg. O Hofburg aparece, de novo, no Dia 3, o dia sugerido para visitar o Museu da Sissi e outros.

img_2709
Maria-Theresian Platz.

Atravessando o Hofburg, já estará no Museumsquartier, onde estão alguns importantes museus da cidade. Entre eles o NATURHISTORISCHES MUSEUM e o KUNSTHISTORICHES MUSEUM. Falo deles no terceiro dia. Visite a área destes dois belíssimos prédios, na Maria-Theresian-Platz, então siga para o Parlamento.

img_2719

img_2925
Parlamento de Vienna

O Parlamento de Vienna é mais um prédio belíssimo de Vienna. O prédio do Parlamento é em estilo Grego.

img_2752

img_2725
Volksgarten

Dali entre no Volksgarten e aprecie seu belo Jardim com muitas roseiras, em Junho. Por ali também ficam o Burggarten com o famoso café Palm House, e o Stadtpark com uma bela fonte e muitas flores, mas um pouco mais afastado. Talvez não valha a pena perder muito tempo visitando toda a região.

img_2769

img_2934
Rathaus, a Prefeitura de Vienna

Volte por onde entrou, no Volksgarten e siga para a Rathaus, a Prefeitura de Vienna com uma bela fachada.

img_2936

Na frente da Prefeitura fica o Burgtheater, o Teatro de Vienna. Ali perto, li que tem uma feirinha, mas não vi.

img_2776img_2784

img_2785
Café Central e seus doces Sensacionais

Siga para o Café Central de Vienna. Famoso e Charmoso. O almoço tem um preço salgado, mas vale muito a pena comer um doce, por aqui. Herrengasse, 14.

img_2818img_2825

img_2641
Stephansdom, a Catedral de Vienna

Chegue na parada final, fechando com chave de ouro, na Stephansdom, a Catedral de Santo Estêvão. Foi a Igreja onde Mozart casou e é a principal de Viena. A Catedral de estilo gótico é bela por fora e por dentro. Reparar no famoso telhado de azulejos da Catedral. Vale a pena andar ao seu redor e ver uma parte mais antiga da cidade.

img_2645img_2643

img_2793
Pelas ruas de Vienna

Nas ruas do entorno da Catedral o comércio pulsa com força com lojas das mais simples as mais caras, entre as ruas principais estão a Grabenstrasse, a Kärnterstrasse (está para Viena como a Champs Elysées está para Paris) e a Kolmarkt. Pela Grabenstrasse podemos chegar na Catedral de São Pedro.

Dia 2:

Para ir do Schönbrunn ao Palácio Belvedere e ao Prater, use táxi ou transporte públicos, pois as distâncias são grandes.

20160601_111706

img_2967img_2977

img_3011

img_3041
Schönbrunn

 

O Schönbrunn era, simplesmente, a simplérrima casa de verão da família imperial da Casa dos Habsburg. Tão simples que se tornou Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO. Antigamente o Palácio ficava fora de Vienna, mas com o crescimento da cidade ele acabou sendo integrado. Seus jardins também merecem destaque. Infelizmente fotos são proibidas em seu interior. Entrada: Imperial Tour 11,50euros e Grand Tour 14,50. Veja abaixo o link para o post exclusivo do Palácio Schönbrunn.

 

img_3090
Belvedere

 

Se tiver com disposição, ainda, vá ao Palácio Belvedere, Belvedere significa Bela Vista. Não considerei essa visita imperdível, ainda mais depois de visitar o Schönbrunn. O Belvedere foi o Palácio do Príncipe Eugênio, construção em estilo barroco, dizem que o lado de fora e seus jardins são o que há de melhor. Combinar essa visita com o Schwarzenbergplatz.

 

img_3122

img_3120
Schwartzenbergplatz e o polêmico Monumento do Exército Vermelho

 

Ali do lado de fora do Belvedere está o Schwartzenbergplatz, uma Praça com bela fonte e flores, onde o destaque vai para a fonte Hochstrahlbrunnen com jatos d’água que formam arco-íris em dias ensolarados. Nela, também, é onde está um Memorial que os austríacos detestam, feito pelos soviéticos, trata-se de um Monumento ao Exército Vermelho. Há relatos que muitas vezes já tentaram destruir esta obra.

 

img_2851
Entrada do Prater e a Roda Gigante Mais Antiga do Mundo

img_2858img_2866img_2870

img_2904
Vista da Roda Gigante Mais Antiga do Mundo! Você tem que ir!

 

Vá, então, para esse passeio que considero imperdível e diferente, o Prater. Sabia que Viena tem um Parque de Diversões Histórico? Trata-se do Parque de Diversões onde está a Roda Gigante Mais Antiga do Mundo, ainda em funcionamento, possui 60m de altura e está lá desde 1897. Provavelmente estará cansado (a), após andar tanto nos Palácios, então, talvez seja uma boa deixar para ir à noite (fica aberto até às 23h). Só não deixe de ir porque tem muitas atrações e é um passeio bem legal. Entre as atrações, tem uma filial do Madame Tussauds, uma Montanha Russa com cinco loopings, Simulador de Queda Livre e muito mais! A entrada do Parque é gratuita, mas para andar nos brinquedos paga-se. A Roda Gigante mais antiga do mundo custa 9euros.

 

Dia 3:

Escolha um ou mais Museus e seja Feliz. Abaixo indico quais os Museus mais relevantes, entre mais de 100 Museus que existem em Vienna. O mais famoso, para nós brasileiros, é o da Sissi, por isso, tem mais informações sobre ele.

Algumas informações abaixo podem ter sofrido alterações.

img_3153img_3182img_3195img_3200

Albertina

O Albertina é um Museu com várias obras de arte valiosas de Monet, Picasso, Renoir, Cézane, etc. Vale muito a pena. Fui e gostei muito. De segunda à domingo das 10h às 18h. Quarta até às 21h. Entrada: 12euros. Clica aqui e visite o site oficial.

O Kunsthistorisches Museum ou Museu de História da Arte, fica em um prédio que já é uma Obra de Arte, de 1861. Possui uma coleção de quadros e esculturas colecionados ao longo dos anos pela família imperial. Obras grecas, romanas e europeia, são encontrados por lá. Também tem Rembrant, Velazquez, etc. De terça a domingo das 10h às 18h. Quinta até às 21h. Custa 15euros. Clica aqui e visite o site oficial.

O Naturhistorisches Museum ou Museu de História Natural, está em frente ao Museu da História da Arte, em outro belíssimo prédio, inaugurado em 1889, possui uma coleção gigantesca de fósseis, pedras, meteoritos,… Quinta à Segunda das 9h às 18h30. Quarta até às 21h. Custa 10 euros. Clica aqui e visite o site oficial.

O Leopold Museum é um Museu para quem gosta de Arte Moderna.

O Mumok ou Museu de Arte Moderna tem obras dos séculos XX e XXI, conta com obras de Andy Warhol, Yoko Ono, Picasso, entre outros.

O AZW ou Centro de Arquitetura é voltado para arquitetura e design.

O Hofburg é onde está o Museu da Sissi. O Hofburg é o Palácio Imperial e residência dos Habsburg, uma das famílias mais poderosas e influentes da Europa por séculos. Durante muito tempo foi sede do Império Austro-Húngaro. Lá dentro encontramos toda a prataria usada e o modo de Vida dos Habsburg.

img_3217img_3218img_3238img_3249img_3252

Entrada do Hofburg e Museu da Sissi. Nessa área pode tirar fotos.

O Museu da Sissi fica dentro do Hofburg. Infelizmente, fotos são proibidas. O áudio-guia é importante visto que conta a História da sua Vida melancôlica, contando inclusive sobre seu inesperado assassinato e a célebre frase do Rei Francisco José da Áustria quando soube do crime “Ah! Vocês não sabem o quanto amei esta mulher…” Entrada: Hofburg e o Museu da Sissi: 11,50 euros.

Já que ouvimos muito falar dela, aqui eu compartilho com Vocês, amigos e amigas leitores, um pouco da História da Imperatriz Sissi da Áustria e da Hungria ou Isabel da Baviera. Nascida em Munique, na Alemanha, veio a se tornar ISABEL DA ÁUSTRIA, foi Imperatriz consorte (aquela que é casada com o Imperador) da Áustria e Rainha consorte da Hungria devido a seu casamento com o Imperador Francisco José.

Pertencente a Casa dos Wittelsbach, sua mãe era a oitava filha de Maximiliano I, que foi o primeiro Rei da Baviera.

Num encontro armado para o então Príncipe Francisco José I, conhecer sua irmã, Sissi acabou indo e pelo que dizem foi amor a primeira vista. Então, em 1854, Sissi com dezesseis anos casou-se com seu primo com vinte e quatro. O casamento gerou quatro filhos.

Acontece que Sissi nunca se adaptou as normas rígidas da Casa dos Habsburg e não foi feliz, sofrendo de depressão. Na verdade ela detestava os protocolos e obrigações impostas pelo título. Ela gostava de mato. Se dava mal com a sogra e a aristocracia da corte, que rejeitavam sua informalidade. Sua sogra escolheu o nome da primeira filha sem a consultar e a impedia de vê-la até sua morte com dois anos numa viagem à Budapeste. O marido sempre ocupado, também não colaborava para sua solidão. Seus outros filhos também foram criados pela avó, que se referia a ela como “a vossa tola mãe”.

À partir daí, Sissi, chutou o balde e passou a viajar muito, cavalgar e ficar de saliências com outros rapazes (é o que dizem…). Sissi passou a ler muitos livros gregos e escrever poemas. Era vaidosa ao extremo e tinha verdadeira obsessão pelo seu peso, o que sempre fez dela uma atleta, mas também uma anorexica que quase não comia por medo de ganhar peso.

Em 1889, fica sabendo da morte de seu filho mais velho e herdeiro do trono, o que piora ainda mais suas crises de depressão.

Assassinato. Sissi que nasceu em Munique, em 1837, morreu em Genebra, em 1898. Nessa época havia um grupo espalhado pela Europa que matava Nobres, como o Rei D. Carlos I e o Príncipe Real D. Luís Felipe, em 1908, em Portugal. O assassino da Imperatriz Áustro-Húngara Sissi, o anarquista italiano Luigi Lucheni, nem queria matá-la, mas sim o Príncipe d’Orleans, herdeiro do trono da França, mas, quando soube que ele tinha vazado de Genebra, descobriu também da chegada da Imperatriz e na manhã do dia 10 de setembro de 1898 a furou no coração com um estilete em forma de agulha. Sem perceber a gravidade do golpe, continuou para fazer um passeio de barco, mas desmaiou a bordo e veio a falecer durante a tarde.

Seu corpo está sepultado na Cripta Real dos Habsburg, na Igreja dos Capuchinhos, em Viena, ao lado do filho e do marido.

Se for a Vienna, vale muito a pena ver a série de três filmes “Sissi”, com Romy Schneider.

Para ver Todos os Museus e Exposições de Vienna clica aqui.

Outras atrações de Vienna:

֍ Hundertwasser Village: É um lugar diferente de Viena, dentro de um complexo residencial que quero muito ir. Ali tem um ótimo comércio de souvenirs.

֍ Ópera na Praça: Evento gratuito numa enorme televisão de 50m2. Os espetáculos da Ópera de Viena são transmitidos ao vivo para quem estiver na Praça, numa de suas laterais. Há programação gratuita de 1º/4 à 30/6. Onde: Opernring, 2. https://events.wien.info/en/e0v/live-opera-on-the-square/

֍ Biblioteca Nacional da Áustria: Junto ao Hofburg está a Biblioteca Nacional da Áustria, considerada uma das mais belas do mundo. Li que ela é imperdível por dentro. Entrada: 7euros.

֍ Viena à Noite: Todos os Palácios se iluminam à noite, presenteando os visitantes de Viena.

֍ Naschmarkt: O Mercado da Cidade funciona desde 1780 e teve início quando os fazendeiros passaram a levar produtos para vender no local. Vale muito a pena. Fecha aos domingos.

֍ Passeio de Carruagem: Muitas carruagens se encontram em Viena e um passeio de vinte minutos custa 40 euros. Vai lá…!

֍ Ônibus 1A: Ônibus circular que faz um trajeto parecido com o turístico, só que bem mais em conta.

Veja outros posts do VIAJA DAQUI que têm tudo a ver com Viena nos links abaixo:

PALÁCIO SCHÖNBRUNN

TORTA SACHER

Gostou? Deixa suas dicas, dúvidas, críticas ou elogios nos comentários, por favor. Obrigado de coração pela visita no Viaja Daqui.

Anúncios

12 comentários sobre “A Elegante Vienna

  1. Parabéns e obrigada por me fazer viajar sem sair de casa, enquanto não viajo com Viaja Daqui. Vc é realmente um Guia que busca a excelência em todas as viagens e visita técnicas . Sou testemunha do seu comprometimento com cada viagem. Em 2018 quero com certeza fazer Europa com vc.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Já estive quatro vezes em Viena e sempre me encanto com a cidade. Na última vez fui no inverno e senti-me vivendo um filme, de tão linda que fica a cidade, com seus jardins cobertos pela neve. Realmente é uma cidade encantadora e boa para se viver (meu filho mora lá há cinco anos). Adorei relembrar da cidade através deste post!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s