Mosteiro de Alcobaça em um pulo!

Nossa passagem por Alcobaça se resumiu a visita ao Mosteiro de Alcobaça. Já um pouco cansados de um dia puxado, ainda pensamos em passar essa visita, mas como estava no caminho não resistimos ao ver as placas nos intimando para adentrar a cidade, cuja História de D. Pedro I e D. Inês de Castro, havia despertado interesse a todos. Mas a culpa de toda essa vontade foi minha, pois, mesmo sabendo se tratar de uma visita curta, estudei bastante o local, para contar a História de Amor dessa Dupla. Vem comigo!

IMG_0444IMG_0538IMG_0456IMG_0447IMG_0450IMG_0457

Paramos o carro direto no Mosteiro e fui numa lojinha de souvenirs, onde comprei um de meus imãs (compro um por cidade) prediletos da Viagem.

A História desse imenso Mosteiro é importante e como costumo fazer baseio o principal das pesquisas no site Wikipédia. Que muitos não consideram 100% confiáveis.

Sempre gosto de lembrar que, em Portugal, as Catedrais, que eles chamam de Sé, são pequenas, se comparadas à outras Catedrais europeias. O que é grande, em Portugal, são os Mosteiros.

20150525_143116

O Mosteiro de Alcobaça, faz parte de um seleto rol, o de Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO, em torno do qual se desenvolveu a povoação a partir do século XV. O mosteiro foi fundado pelo primeiro Rei de Portugal, D Afonso Henriques em 1148 e concluído em 1222, em estilo gótico. Durante a Idade Média, chegou mesmo a rivalizar com outras grandes abadias da Europa.

O mosteiro foi parcialmente incendiado pelas tropas de Napoleão, em 1810, e depois restaurado. Parte da sua enorme biblioteca, com mais de cem mil tomos e manuscritos, foi salva do saque e incêndio dos franceses e do saque dos portugueses durante as guerras liberais.

Nos braços sul e norte do transepto da igreja do mosteiro, acham-se duas obras-primas da escultura gótica em Portugal: os Túmulos dos Eternos Apaixonados, o Rei D, Pedro (1357-1367), e de Dona Inês de Castro.

IMG_0473IMG_0474IMG_0476IMG_0477IMG_0480IMG_0481IMG_0479IMG_0484IMG_0488IMG_0489IMG_0491IMG_0492IMG_0495IMG_0496

Como já disse, os Túmulos de D. Pedro I e de D. Inês de Castro que encontram-se no Mosteiro de Alcobaça, são duas verdadeiras obras-primas da escultura gótica em Portugal, cuja a construção se situa entre 1358 e 1367, sendo de autoria desconhecida.

A História por trás do túmulo: Em 1340, Dom Pedro I (o nosso D. Pedro I é o IV, para eles! Vejam como isso foi da época de 1300…) casa-se com a princesa castelhana Dona Constança Manuel. Uma das aias que acompanhava D. Constança era Inês de Castro, por quem D. Pedro se apaixonou. Em 1348-1349, D. Constança morre e então D. Pedro assume mais abertamente o relacionamento com Inês de Castro em terras de Coimbra.

O Rei D, Afonso IV (pai de D. Pedro), temia o poderio da família de Inês de Castro e da sua influência na sucessão do infante D, Fernando, filho primogénito e herdeiro de D. Pedro. No dia 7 de Janeiro de 1355, Inês de Castro, encontrando-se nos Paços de Santa Clara, em Coimbra, foi assassinada, a mando da coroa Portuguesa, sendo sepultada em Coimbra.

Pedro sobe ao trono em 1357 e uma das suas primeiras medidas foi mandar coroar Inês de Castro sua rainha (post mortem) e construir um túmulo majestoso. Em 1360, acabado o túmulo, D. Pedro I ordenou que o colocassem no braço sul do transepto do Mosteiro de Alcobaça e em seguida que trasladassem para lá o corpo de D. Inês. D. Pedro I mandou construir um túmulo semelhante para si próprio, sendo colocado lado a lado do de D. Inês. O Rei morre em 1367 indo repousar, nessa altura, ao lado da sua amada.

Os túmulos são repletos de simbologias e representações. Vale a pena buscar informações, no mesmo lugar de onde tirei essas que estão acima, no Wikipédia.

IMG_0504IMG_0508IMG_0518IMG_0519IMG_0520IMG_0521IMG_0526IMG_0535IMG_0537IMG_0540

Faça também a visita ao Claustro!

Em Alcobaça, na entrada do Mosteiro, compramos o ticket, que vale para três atrações, na região, que fazem parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco. Por 8 euros, você tem o direito de visitar o Mosteiro de Alcobaça, o Mosteiro de Batalha e o Convento de Cristo, em Tomar!

Veja outros posts do VIAJA DAQUI que têm tudo a ver com Alcobaça e Arredores nos links abaixo:

NAZARÉ

BATALHA

FÁTIMA

TOMAR

ÓBIDOS

LISBOA

Gostou? Deixa suas dicas, dúvidas, críticas ou elogios nos comentários, por favor. Obrigado de coração pela visita no Viaja Daqui.

Anúncios

3 comentários sobre “Mosteiro de Alcobaça em um pulo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s