Petra, Um Sonho Realizado

Cidade Histórica e Arqueológica foi primeiramente habitada pelos Edomitas (aqui) em 1200 ac, que chamaram a região de “Edom”. A cidade de Petra era conhecida como “Sela”, que significava “Pedra”, “Penhasco” ou “Rocha”, na língua Edomita.

Petra 2020 (39)

Importante parada para reabastecimento de água e mantimentos da Rota Comercial entre a Península Árabe e Damasco (Síria), durante o século VI ac, os Nabateus forçaram a mudança dos Edomitas.

Foram os Nabateus (aqui) que transformaram Petra em uma grande potência, principalmente, por conta de suas técnicas em estocar água em pleno deserto. Por toda sua História e Arqueologia, Petra faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

Sua Fundação é de 312 ac, no Período de influência Helenística (aqui), quando Petra cresceu financeira e culturalmente com o impulso do comércio e das novas cidades Rabbath Ammon (atual Amã, capital da Jordânia) e Gerasa (atual Jerash).

Seu estilo arquitetônico é Greco-Romana e Oriental, mostrando a natureza cosmopolita dos Nabateus. Eles veneravam o Deus Dhû Sharâ, “Senhor da Montanha” (Dusares, em Grego).

Ganharam tanta relevância que chamaram a atenção dos Romanos que, com o General Pompeo (aqui), a conquistou em 64/63 ac e foi anexada ao Império Romano, enquanto estavam em campanha para retomar terras perdidas para os Hebreus (aqui). Porém, não foi tão mal assim para os Nabateus, porque os Romanos permitiram que eles mantivessem o controle do local, sendo obrigado a eles o pagamento de impostos e a defesa da fronteira das “Tribos do Deserto”. Essa autoridade durou até 106 dc, quando o Imperador Trajano (aqui) acabou por tirar toda a autoridade dos Nabateus e colocou Petra sob controle direto de Roma. Seu sucessor, Imperdor Adriano (aqui), rebatizou o local como “Adriana Pétrea” em homenagem a si mesmo… pois é…. era desse jeito…

Novas Rotas Comercias e dois terremotos (363 e outro bem mais forte em 551 dc), fizeram com que Petra acabasse sendo abandonada.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Petra:

A estrada que leva de Amã a Petra já é uma parte muito bacana da Viagem. Era minha primeira vez no Oriente Médio e ao sair de Amã já nos deparamos com aquele cenário de deserto. Incrível!

Apesar de ver muitos falando que o ideal é ter dois dias para se visitar tudo em Petra (foi o que fiz), digo que se tiver disposição dá pra fazer muito em um dia inteiro. O Principal é totalmente factível para se visitar em apenas um dia. No primeiro dia andei mais de 20 km e deixei de ir apenas em um ponto, o Altar do Sacrifício.

Tinha andado tanto no primeiro dia, que no segundo preferi apenas passear lá por baixo e deixei passar o Altar do Sacrifício. No segundo dia também fui a “Little Petra”, que fica próxima.

No primeiro dia deixei o carro no estacionamento de Petra e peguei um táxi que me levou para entrar por um outro ponto, o “Monastery Trail ou Trilha do Monastério”. Foi Excelente, mas saiba que:

  • Anda-se uma enormidade.
  • VÁ COM UM GUIA! Dá para se perder nela.

O mais bacana de ir por esta entrada é que ela fica na parte alta de Petra e vemos o local onde as Caravanas de Beduínos com seus Camelos paravam e acampavam, enquanto iam buscar ou receber água e mantimentos de Petra, além do descansarem, beber chá, fumar narguilê e interagirem. Começando por ali se faz todo o caminho deles e descemos até a cidade. É incrível, mas muito longe de ser para qualquer um, porque, repito, anda-se muuuuito. A Trilha do Monastério está nos Pontos abaixo.

PONTOS DE PETRA

Como eu fiz praticamente tudo no mesmo dia (como expliquei acima) e começando por um local pouco usual (entrada da Trilha do Monastério), coloco abaixo os Principais Pontos para um Passeio normal, para Gente normal (Hahaha…), logo, não foi exatamente o que fiz, mas o que Você precisa saber para visitar este local de outra Era.
AL SIQ

É onde começa e termina o Passeio por Petra se sair do “Centro de Visitantes”. Caminho sinuoso de cerca de 1 km que leva até a Cidade Antiga. Trata-se do Caminho que se faz do Centro de Visitantes até O Tesouro. O Caminho todo tem cerca de 2 km, então, se quiser guardar pernas para andar dentro de Petra, aconselho fortemente a pegar uma charrete e poupar as pernas.
EL KHAZNEH ou O TESOURO

Local mais Famoso e Importante de Petra. “O Tesouro” é o primeiro ponto de Petra, após o Al Siq. Então, fique tranquilo(a) que verá O Tesouro. Por ali tem uma subida de onde pode ter um outro ângulo de visão do O Tesouro.
TEATRO

Teatro esculpido na pedra tem mais 2000 anos e capacidade para 3000 pessoas, depois dos Romanos passou para 8000 pessoas. Você passará em frente, após O Tesouro.
RUA DAS FACHADAS

É uma viagem ao tempo dos Nabateus, tem cerca de 40 tumbas.
EL DEIR ou MONASTÉRIO

O Monasterio! Depois de passar no “Avenidão principal”, que fica em campo aberto, começa a subida para O Monastério! São 843 degraus de escada e proporciona uma linda vista. Algumas Pessoas sobem de burrico, são muitos burricos no caminho. Porém, se for com calma, sem pressa é tranquilo de fazer essa subida, que vale muito a pena, pois o Monastério é Belíssimo.
ALTAR DOS SACRIFÍCIOS

Caso tenha apenas um dia para Petra foque nos pontos acima e deixe o Altar passar. Subida íngreme e caminhada de cerca de 40 minutos para ir e 40 para voltar. Vale pelo altar e a vista do alto. Este é o único ponto que não visitei, porque estava cansado do dia anterior, onde havia visitado quase tudo (exceto este Altar) e preferi ficar passeando lá por baixo.

Abaixo as fotos dos Pontos acima, os Principais de Petra, sendo que não fui no Altar dos Sacrifícios.:

Petra 2020 (57)

Petra 2020 (49)

Petra 2020 (50)

Petra 2020 (40)

Petra 2020 (37)

Petra 2020 (31)

Petra 2020 (15)

Petra 2020 (16)

Petra 2020 (18)

Petra 2020 (20)
AL KHUBTHA TRAIL

Trilha que passei em frente e perguntei para quem estava voltando se era fácil e foi dito que sim, mas….. é muito degrau, é muita subida. Se fosse no início do dia talvez estivesse Ok, mas com o cansaço foi uma pedreira. No fim dela Você vai ter uma vista do O Tesouro bem de cima, bem legal. Também vemos o Teatro do alto, por essa trilha.

Petra 2020 (22)
O Tesouro visto do final da trilha do Al Khubtha

MONASTERY TRAIL ou TRILHA DO MONASTÉRIO

Como falei essa Trilha não é usual!

Fiz ela e já disse que é bem difícil por conta da distância e aconselho a contratar um Guia Local se quiser fazê-la. Para ir por ela Você tem que retirar o ingresso no Centro de Visitantes e pegar um transporte até esta entrada.

Eu deixei o Carro no estacionamento do Centro de Visitantes e peguei um táxi até lá. Entrando pela Trilha do Monastério e saindo pelo Centro de Visitantes.

O início da Trilha fica na parte alta, onde os Beduínos acampavam num imenso terreno nos velhos tempos com seus Camelos e Companheiros de Viagem, enquanto se reabasteciam e descansavam para seguir suas idas e vindas pelo Deserto.

Petra 2020 (9)

Petra 2020 (11)

Petra 2020 (26)

Petra 2020 (46)

Petra 2020 (48)

Petra 2020 (50)
Fotos da Trilha do Monastério, que termina no Monastério. Foram muitas e muitas fotos desta Trilha Incrível

LITTLE PETRA

Esse local fica nas redondezas e é uma visita bacana. É como se fosse um bairro mais simples (bem mais simples) da cidade principal de Petra. Se tiver tempo vale a visita.

Petra 2020 (61)

Petra 2020 (62)

PRINCIPAIS TRILHAS

Pegue um Mapa no Centro de Visitantes. Lembrando, mais uma vez, que não fiz como o descrito abaixo. Compartilho por serem as dicas dadas à maioria.

  • DIA 1: Roteiro Principal + Roteiro do Monastério;
  • DIA 2: Roteiro dos Túmulos Reais + Altar dos Sacrifícios;
  • ROTEIRO PRINCIPAL ou MAIN TRAIL: Cerca de 3 horas passa por Siq, Tesouro, Teatro, entre outros. Para todas as idades;
  • ROTEIRO DO MONASTÉRIO ou AD-DEIR TRAIL: Cerca de 3 horas tem três Mirantes. Bela vista dos Vales de Petra;
  • ROTEIRO DOS TÚMULOS REAIS: O Roteiro dos Túmulos Reais começa atrás do teatro e vai até o Monte Al-Khubtha. Passa pela Fachada dos Túmulos, termina no alto com vista da cidade antiga. Difícil, leva cerca de 5 horas;
  • ROTEIRO DO ALTAR DOS SACRIFÍCIOS ou HIGH PLACE OF SACRIFICE TRAIL: Traz uma sensação de explorador e tem menos turistas. Do Altar dos Sacrifícios não voltar pelo mesmo caminho, dali tem em outro caminho que leva para a próxima trilha. Cerca de 3 horas e inclinado.
Petra 2020 (67)
Para verem o quanto foi Caminhado no Primeiro Dia.

SISTEMA DE CAPTAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE ÁGUA DOS NABATEUS

A Grande Mágica dos Nabateus era a captação e estocagem de água. Como Petra fica numa parte baixa com grandes penhascos eles faziam canais nas Pedras, onde, nas raras vezes em que chovia no topo, essa água descia por estes canais e caiam diretamente em grandes caixas d’água.

Vídeo do VIAJA DAQUI em nossa Página do Facebook explicando como funcionava o Sistema de Água: aqui.

Veja as fotos abaixo e procure imaginar como funcionava!

Petra 2020 (61)

Petra 2020 (31)

Petra 2020 (63)

DICAS e CURIOSIDADES:

  • O Filme Indiana Jones e a Última Cruzada tem partes filmadas em Petra;
  • O Céu fica mais azul em Janeiro e o parque mais vazio. Foi quando fui, mas é Inverno e frio, então, leve casaco;
  • Ingresso: 1 dia 50 Dinaris ou 70 dólares; 2 dias 55 dinaris; 3 dias 60 dinares;
  • Ande com roupas confortáveis e tênis;
  • A Jordânia é um País Muçulmano;
  • A Hospedagem é na cidade de Wadi Musa. Tem hotéis próximos a entrada de Petra e que permitem chegar a pé;
  • É um Passeio cansativo se quiser fazer algumas trilhas com subida;
  • Tem aluguel de Burros, Camelos e carroças. As carroças podem valer a pena, principalmente, na entrada, que já tem um trecho com cerca de 2km, até chegarmos em Petra. A Charrete do Centro de Visitantes até o Tesouro são 20 Dinaris;
  • Petra By Night: só tem 3 vezes na semana 2ª 4ª e 5ª feira das 20h às 22h. Valor 12 Dinares ou 17 dólares. Pensei em ir, mas o cansaço não permitiu;
  • Idioma: Árabe;
  • Visto é necessário e pega-se no aeroporto. Custa 20 Dinaris ou 25 dólares;
  • Fuso Horário: + 5 horas;
  • Telefone da Embaixada Brasileira (962) 65923941;
  • Mais de 40 famílias de Beduínos vivem nas Cavernas de Petra;
  • O Dinar vale mais do que o dólar e a Jordânia não sai em conta;
  • Site oficial de Petra: aqui.

HOSPEDAGEM EM UM ACAMPAMENTO DE BEDUÍNOS

Nas pesquisas sobre Petra me deparei com várias informações de se hospedar em locais adaptados, como se fosse um acampamento de Beduínos.

Os locais mais famosos com este tipo de hospedagem ficam em “Wadi Rum”, onde o foco é visitar o Deserto. Mas em Petra também encontramos.

Foi uma experiência e tanto com comida farta e uma imensa barraca onde os hóspede se reuniam num local bem típico para beber chá, fumar narguilê (sim, muito narguilê), escutar música. Enfim, muito bacana.

Fiquei hospedado no LITTLE PETRA BEDOUIN CAMP. Ele é cercado por morros que estão decorados com uma iluminação que fica belíssima à noite. Veja nas fotos abaixo, apesar de que presencialmente é bem melhor.

Verifique, antes de ir, se é o tipo de aventura que quer encarar, pois, conforto não é a regra.

O mais famoso é o SEVEN WONDERS BEDOUIN CAMP.

Concluindo, Petra era um sonho antigo que Graças a Deus e aos Clientes que investem no meu Trabalho tive a oportunidade de realizar. Um local incrível, onde podemos visitar seus pontos principais, tranquilamente, em um dia. Para conhecer pra valer, fazendo diversas trilhas com subidas, aí sim, coloque dois ou três dias. Lugar incrível e sensacional que os Nabateus criaram! Estão de Parabéns!

Veja outros posts do VIAJA DAQUI que têm tudo a ver com Petra nos links abaixo:

BEIRUTE

Gostou? Deixa suas dicas, dúvidas, críticas ou elogios nos comentários, por favor. Obrigado de coração pela visita no Viaja Daqui.

16 comentários em “Petra, Um Sonho Realizado

  1. Estive em Petra em 2019 e gostei muito. Depois de ver estas fotos maravilhosas vi que preciso voltar para realmente dizer que conheço Petra.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Nunca havia pensado em ir à Jordânia, mas depois desse Post, ela já está na minha To do list!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Fantástico e impressionante! Construído no deserto e naquela época! Imagino o cansaço e não me animo, mas adorei ver!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Um sonho realizado .E maravilhosa e impar a sensacao de andar no deserto.So nao tive coragem de andar nos camelos.Preferi as charretes.Trouxe mirra , e prata de la e ainda um chale e um chapeu como lembranca.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s