Os Incríveis Templos de Angkor

Este é um lugares mais incríveis que conheço e que mais gosto de Visitar. Pra mim, conhecer os Templos que estão localizados em Angkor é um grande privilégio que a Vida me deu. Esse lugar tem um conjunção de fatores que faz toda a diferença na minha opinião, pois, temos: A área dos Templos, a deliciosa Cidadela de Siem Reap e toda a Simpatia do Povo Cambojano. Eu Amo tudo neste Lugar do Mundo!

A região de Angkor tem diversos templos, um deles é mais um Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO que irá para sua Lista de Patrimônios da Humanidade! Precisamente o Templo de Angkor ou Angkor Wat, que está à 5,5 km de Siem Reap. O Angkor Wat (Wat = Templo) é o maior e mais bem preservado Templo, entre os que estão no assentamento de Angkor. Angkor Wat nasceu Hindu, mas hoje é budista. Ele é a maior Obra de Arte da arquitetura Khmer e considerado a Maior Estrutura Religiosa Construída no Mundo até Hoje, sendo um dos Tesouros Arqueológicos Mais Importantes do Planeta. A importância do Templo é tanta que ele está estampado na bandeira do Camboja.

Angkor 2019 (25)

Repetindo, o Angkor Wat faz parte do complexo de Templos de Angkor, antiga capital do Império Khmer (Cambojano), entre os séculos IX e XV. Construído no início do século XII, a mando do Rei Suryavarman II, que reinou de 1113 à 1150, para ser o ponto central e capital do Reino, tendo sido o centro político e religioso do Império. Cumpria a função de Templo principal, além de abrigar o Palácio Real. No início foi dedicado ao Deus Vixnu, do Hinduísmo, e representava o Monte Meru – Morada dos Deuses (aqui). Continuar lendo “Os Incríveis Templos de Angkor”

Kyoto, a Cidade dos Samurais

Fundada no Século I, foi a Capital do Japão Imperial até 1868, quando a Capital do país passou a ser Tókio. Com uma População estimada em 1.500.000 de habitantes forma, junto de Osaka e Kobe, uma área metropolitana conhecida como Keihanshin, com mais de 18.600.000 habitantes (em 2010), sendo a Segunda Maior Região Metropolitana do Mundo, atrás apenas da Grande Tóquio, que possui aproximadamente 37.000.000 de habitantes.

Foi conhecida em outros tempos como Meaco, em japonês Miyako, que significa Capital. Hoje, costuma ser chamada de “Velha Capital”, “Capital de Mil Anos” e “Cidade dos Samurais”.

Apesar de ocupada há muitos e muitos anos, foi só no século VI que surgiu seu primeiro registro, quando lá foi construído o Santuário de Shimogamo.

A cidade sofreu grande destruição durante a Guerra de Ônin (aqui), uma Guerra Civil que foi de 1467 a 1477. Após a destruição a Cidade só foi se recuperar no século XVI, quando uma nova administração fez ressurgir a cidade, dobrando suas ruas e criando muralhas.

Em 1864 uma Rebelião (Hamaguri) queimou muitas Casas. Com ela o Imperador se mudou para Tóquio (também escrita como Tókio e Tokyo), em 1869, enfraquecendo a Economia local.

A Kioto Moderna começou a se formar em 1889, com a construção do Canal do Lago Biwa. Em 1932, a população da cidade já passava de 1.000.000 de habitantes.

Durante a Segunda Grande Guerra Mundial, os Americanos pensaram em lançar uma Bomba Atômica em Kioto, por ser o Centro Intelectual do Japão e por ter moradores o suficientes para persuadir o Imperador a se render. O uso da Bomba Atômica, aliás, teve esse motivo, a Rendição dos Japoneses, pois, a luta na Europa havia encerrado, mas os Japoneses não queriam sair da Guerra. No fim das contas mudaram o destino desta Bomba para Nagazaki.

Kyoto - Japao - 2019 (12) Continuar lendo “Kyoto, a Cidade dos Samurais”

Nara, a Cidade dos Cervos

A visita a Nara tem uma peculiaridade pra lá de bacana, a Cidade é repleta de Cervos! Eles estão em várias partes do Japão, mas, em Nara são muitos! Estão completamente adaptados ao convívio com humanos e muito bem cuidados. Sei que considero o Passeio a Nara de “Nível Imperdível”.

Além dos Cervos tem muitos Templos bem bacanas, mais o Parque em si, que também é bem legal! Um dos locais mais Agradáveis que conheci no apaixonante Japão.

Nara, assim como Quioto (ou Kioto), é uma cidade que pode valer a pena alugar uma bicicleta, apesar de eu ter feito tudo a pé com facilidade.

História de Nara: aqui.

Nara Japao 2019 (20)Nara Japao 2019 (21)Nara Japao 2019 (22) Continuar lendo “Nara, a Cidade dos Cervos”

Hiroshima e a Bomba Atômica

Todos pensam se devem visitar Hiroshima ou deixar passar. Meu conselho? Visite! O lugar é bem cuidado e tudo é tratado de forma a refletirmos demais sobre esse desastre que pode destruir a todos nós. Um pouco de consciência nunca fará falta. Foi umas das experiências mais impactantes que tive até hoje. Se quiser evitar o Museu, evite, pois é nele que verá imagens mais fortes. Mas, o Parque? Vá e Reflita sobre a VIDA!

Cortada pelo Rio Ota, Hiroshima tem seis canais que dividem a Cidade em Ilhas, tendo crescido em volta de um Castelo Feudal do século XVI, recebendo o estatuto de cidade em 1589.

A Cidade experimentou um grande crescimento após 1870, quando a Economia Japonesa passou de rural para uma economia industrial urbana.

Hiroshima funcionou como um Quartel General durante a Primeira Guerra Sino-Japonesa, entre 1894/1895, entre Japão e China com foco no controle da Coréia (aqui). Continuar lendo “Hiroshima e a Bomba Atômica”

O Templo dos 2000 Toris, Fushimi Inari-Taisha

Apesar de fazer parte de Kioto, o Templo Fushimi Inari-Taisha merece um post exclusivo por dois motivos: 1) Precisa fazer um Bate-Volta, pegando trem em Kioto. Num bate-volta de dia inteiro também é possível incluir Nara no mesmo dia; 2) Ele é um Templo incrível demais com uma super peculiaridade, que é um imenso túnel de Toris, são mais de 2000. É INCRÍVEL! UMA AVENTURA BEM DIVERTIDA!

São quatro quilômetros de trilhas pela montanha. Como eu fui para Nara no mesmo dia, andei por cerca de meia hora pelos Toris e voltei. Dá para passar uma manhã ou tarde inteirinhas por lá! E vale a pena, viu?

Inari: Deus do Arroz.

Tori: Portão Tradicional Japonês ligado a Religião Xintoísta com o objetivo de mostrar a entrada ou proximidade de um Santuário. Saiba mais sobre Tori aqui.

Xintoísmo: Podemos dizer que é a Espiritualidade Tradicional do Japão. Vem de muito antes do surgimento do Budismo. Este é um assunto que prefiro não me aprofundar porque é muito fácil passar alguma informação errada. Para procurar entender melhor sobre o Xintoísmo clica aqui.

História do Fushimi Inari-Taisha: aqui.

Fushimi Inari - Japao - 2019 (12)Fushimi Inari - Japao - 2019 (4) Continuar lendo “O Templo dos 2000 Toris, Fushimi Inari-Taisha”

O Grandioso Monte Fuji

Monte Fuji. Os Japoneses chamam de Fuji-San, que significa Senhor Fuji, é a Montanha mais alta da Ilha de Honshu e de todo Arquipélago Japonês com 3.776 metros. Está no Parque Nacional Fuji-Hakone-Izu, próximo ao Oceano Pacífico, a Oeste de Tóquio de onde pode ser avistado em dias limpos. Existem três cidades em volta do Monte Fuji: Gotemba; Fuji-Yoshida; e Fujinomiya. O Monte Fuji é Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO e sem dúvida é o maior cartão postal do país.

Japao 2019 Fuji (1)

São cinco os Lagos que o rodeiam: Kawaguchiko (é nesse que fui depois de pesquisar todas as formas. Entre todas as opções Kawaguchiko tem a melhor relação Paisagem x Facilidade de chegar. Explico mais abaixo); Yamanaka; Sai (que oferece uma bela vista da Montanha); Motosu (que estampa as notas de 5.000 Yens); e Shoji. Continuar lendo “O Grandioso Monte Fuji”

Tokyo é Incrível

Tókio, Tokyo ou Tóquio é uma Cidade Apaixonante! Você verá que durante o post escrevo o nome da Capital Japonesa das três formas, pois, gosto das três! Cidade Imensa e Vibrante com um Povo muito bacana. O Japonês é colaborativo, educado e muito humilde. Todas as vezes que precisei de ajuda as Pessoas paravam tudo que estavam fazendo para ajudar, mesmo que não falassem Inglês. Isso foi o que mais me marcou! Além disso, não achei a cidade cara como falavam, principalmente, nos eletrônicos. Achei até barato, pois, pelo smartphone comparava os preços com o site da famosa americana “Best Buy” e eram sempre muito parecidos. AMEI TÓKIO!

Tókio ou Tóquio quer dizer “Capital do LESTE”, traduzindo literalmente temos “Tó = Leste”; “quio = Capital”. Situada em Honshu, a Maior Ilha do Arquipélago, sua área metropolitana possui 37.000.000 de habitantes, o que faz dela a Área Urbana Mais Populosa do Mundo. Fundada em 1457 com o nome de Edo ou Yedo, tornou-se Capital com o atual nome em 1868. Tókio sofreu duas grandes destruições, uma com o chamado Grande Terremoto de Kanto (aqui), em 1923, e durante a Segunda Grande Guerra Mundial, quando sofreu bombardeios maciços dos americanos, em 1944 e 1945. Em ambas as destruições os japoneses reconstruíram a cidade, que hoje é uma das mais famosas e importantes metrópoles do Mundo.

Para mais História de Tóquio clica aqui.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Tókio:

Apesar de colocar 3 dias no Roteiro para Tókio, aconselho fortemente colocar mais algum(ns) dia(s), porque vale muito a pena ter algum tempo livre nesta cidade incrível.

DIA 1

OBS: Se possível e para não ficar corrido, divida este “Dia 1” em dois! Mexa com todas as opções do que fazer em Tóquio e lembre-se: Coloque dias extras para a Capital Japonesa! Se puder fique cinco dias cheios por lá.

JARDINS DO PALÁCIO IMPERIAL

Pode-se fazer uma visita ao Palácio Imperial e passear pelos Jardins.

PARQUE UENO

Famoso para as Festas Hanani, onde os japoneses se juntam para apreciar as cerejeiras, fica localizado em Taito. O Parque é agradável em todas as épocas do ano. No Parque estão o Jardim Zoológico, Templos e Museus. Dá para combinar com um Passeio no Templo Senso-ji, no bairro de Asakusa.

TEMPLO SENSO-JI

Templo Budista construído no século VII, tem em seu entorno Lagos com Carpas e Monumentos Budistas.

SANTUÁRIO MEIJI JINGU

Santuário Xintoísta, fica no Parque Yoyogi. Um dos Templos mais visitados de Tókio. Aos Domingos têm Casamentos. Saiba mais sobre o Xintoísmo clicando aqui.

Tokio - Japao 2019 (48) Continuar lendo “Tokyo é Incrível”

Bangkok é a Alma do Sudeste Asiático

Bangkok, em tailandês “กรุงเทพมหานคร”, é uma Cidade vibrante! Principal hub (aeroporto de conexão) para visitar o Sudeste Asiático, ela tem que estar no seu Roteiro.

Capital e maior cidade da Tailândia é o principal centro financeiro, comercial, cultural e histórico do país. Banhada pelo Rio Chao Phraya, possui perto de 8,3 milhões de habitantes.

Começou como um pequeno posto de comércio do Reino de Ayutthaia, no século XV. Bangkok está situada no centro do antigo Reino de Sião e passou por uma grande modernização no século XIX. Em 1939, mudaram o nome de Reino de Sião para Tailândia. Nos anos de 1960 à 1980 cresceu bastante, passando a ter grande influência e força. Altos investimentos dos Tigres Asiáticos – Hong Kong, Cingapura, Coreia do Sul e Taiwan – nas décadas de 80 e 90 levaram muitas multinacionais para a cidade.

Como o crescimento foi desordenado a cidade é mais uma das muitas capitais caóticas espalhadas pelo mundo, mesmo assim, foi a segunda cidade mais visitada do planeta em 2006. Bangkok é uma cidade que me lembra muito São Paulo. Na Global Destination Cities Index da Mastercard ela é considerada a cidade mais visitada do mundo, até porque seu Aeroporto é o principal hub de entrada para quem vai visitar o Sudeste Asiático. Foi também escolhida como A Melhor Cidade Turística do Mundo pela revista americana Travel + Leisure por quatro anos seguidos.

Bangkok 2017 e 2019 (33)

Continuar lendo “Bangkok é a Alma do Sudeste Asiático”

Beirute e os Bate-Volta pelo Líbano

Beirute é a capital do Líbano, conhecida como a Paris do Oriente Médio, a cidade realmente tem muito a ver com as Cidades Europeias. Diria que ela se parece mais com a Europa do que com o Oriente Médio. Também fiquei surpreso com o Povo, que considerei bem moderno e, uma vez lá, descobri que a maior parte da população é Cristã.

Libano - Beirute 2020 (8)

A cidade é bonita e a maioria das Atrações do Líbano são feitas como bate-volta de Beirute. O que é ótimo porque podemos curtir mais a capital libanesa.

Uma coisa que me surpreendeu em Beirute é como as porções de comida são fartas…. caramba… é muita comida!

Continuar lendo “Beirute e os Bate-Volta pelo Líbano”

Petra, Um Sonho Realizado

Cidade Histórica e Arqueológica foi primeiramente habitada pelos Edomitas (aqui) em 1200 ac, que chamaram a região de “Edom”. A cidade de Petra era conhecida como “Sela”, que significava “Pedra”, “Penhasco” ou “Rocha”, na língua Edomita.

Petra 2020 (39)

Importante parada para reabastecimento de água e mantimentos da Rota Comercial entre a Península Árabe e Damasco (Síria), durante o século VI ac, os Nabateus forçaram a mudança dos Edomitas.

Foram os Nabateus (aqui) que transformaram Petra em uma grande potência, principalmente, por conta de suas técnicas em estocar água em pleno deserto. Por toda sua História e Arqueologia, Petra faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

Continuar lendo “Petra, Um Sonho Realizado”