Munique é um Espetáculo

Se eu tivesse que escolher uma “Cidade Favorita na Europa” minha escolha iria para Munique. Há mais de 10 Anos é a cidade que mais gosto no Velho Continente e toda vez que posso coloco no Roteiro. Além da cidade ter muitas atrações, um forte comércio, ótima comida e cerveja gelada, ela está perto de um monte de locais muito bacanas que podem ser feitos em bate-volta ou em passeios de poucos dias. Por exemplo, Salzburg, Zugspitze (o Topo da Alemanha), Nuremberg, Rothenburg ob der Tauber, Castelo Neuschwanstein, Innsbrück e muito mais.

Munique 2019 (420)

Munique foi fundada em 1158 e todo ano após o dia 14 de Junho eles têm um fim de semana de festa, chamado de Stadtgründungsfest – Festa da Fundação da Cidade -, onde Munique, em alemão München, fica bem animada com diversos shows e pessoas andando com roupas típicas. Nada comparável à sua Festa mais famosa, a Oktoberfest, que é considerada a Maior Festa do Mundo, com mais de 6.000.000 de visitantes por ano. Apesar de ter mais de 850 anos, os muniquenses vivem corrigindo a todos, explicando que já existia muita movimentação por ali, desde os tempos romanos, ou seja, há mais de 2000 anos.

O astral ideal para visitar Munique é o de curtir o ambiente alegre da cidade e conhecer alguns dos muitos locais fantásticos que Munique tem para oferecer. Os turistas profissionais chamam esse tipo de Viagem de slow-travel, que é quando chegamos em algum lugar sem correria e com tempo de nos sentirmos locais. Coloque um ou dois dias a mais do que acha que deveria colocar em seu Roteiro de Munique.

Na religião, diferente de grande parte da população alemã, que é Protestante Luterana, o sul da Baviera, incluindo Munique, é em sua maioria Católica.

Munique 2016-7 (3)
Que tal esta aproximação de Munique de carro?

Munique é a terceira cidade mais populosa da Alemanha, com cerca de 2,6 milhões de habitantes, sendo a capital do estado da Baviera. Cortada pelo rio Isar. Sede de diversas empresas de renome mundial, entre elas a BMW. Em 2006 seu lema passou a ser: “München mag dich” (Munique gosta de ti) e, em 2012, foi considerada a 4ª cidade mais habitável do Planeta.

Caso esteja interessado(a) apenas nas “Atrações de Munique” vai direto ali embaixo, onde está “VIAJA DAQUI ou O que fazer em Munique”.

HISTÓRIA:

Munique foi citada em documentos pela primeira vez em 1158, na cidade de Augsburg, quando construiu-se uma ponte sobre o rio Isar, na estrada do Sal, onde também criou-se um pedágio e um mercado. Seu primeiro nome, hoje está esquecido.

A cidade cresceu muito e, no século XIV, muitas revoltas dos cidadãos fizeram os nobres se mudarem e reforçar os muros da cidade.

Sob o comando dos Duques Wilhelm IV (1493-1550) (aqui) e Albrecht V (1528-1579) (aqui), Munique foi um centro do Renascimento (aqui), mas também da Contra-Reforma (aqui).

Em 1589, a Cervejaria mundialmente conhecida, Hofbrauhaus, foi fundada, por Wilhelm V.

Munique 2016-7 (194)

Em 1623, sob o reinado do Duque Maximilian I da Baviera (1573-1651) (aqui), Munique tornou-se uma Cidade Residência para os nobres, mas em 1632, teve que pagar um grande resgate à tropas suecas para escapar da destruição, durante a Guerra dos Trinta Anos (aqui). Esta Guerra foi de 1618 a 1648 e é uma das mais importantes da História Europeia, envolvendo vários países, sendo o motivo principal a rivalidade entre Católicos e Protestantes, mas também questões territoriais e o desejo de enfraquecer a poderosa Casa dos Habsburg (aqui). Mesmo com o resgate pago, pouco tempo depois uma praga matou quase um terço da população. A cidade voltou a crescer após o fim da Guerra dos Trinta Anos, em 1648.

Em 1806, o Duque da Baviera Maximiliano I (1756-1825) (aqui) foi feito Rei seguindo regras Napoleônicas, quando a Baviera foi elevada a Reino. Na Baviera existem monumentos em homenagem e contra Napoleão, tendo os alemães lutado a favor deste num primeiro instante, onde mais de 30.000 bávaros foram mortos na campanha da Rússia e, posteriormente, se viraram contra Napoleão, impondo-lhe importantes derrotas.

Entre 1825 e 1848, o Rei da Baviera, Ludwig I (1786-1868) (aqui), levou Munique a um novo patamar no que se refere as artes, reconstruiu muitos mosteiros e incentivou a industrialização da Baviera. À partir de 1837 passou a enfrentar protestos devido aos elevados impostos e a censura, acabou por abdicar ao trono, em favor de seu filho, mais velho, Maximillian II. Ludwig I morreu em Nice, aos 81 anos, e está enterrado em Munique.

Maximillian II (1811-1864) (aqui) reinou de 1848 até sua morte, em 1864. Como seu Pai, também, foi um construtor! A Avenida Maximillianstrasse está entre as mais exclusivas e caras de toda a Europa!

Finalmente, chegamos ao mais famoso Rei desta linhagem da Casa dos Wittelsbach (aqui), O Rei Ludwig II (1845-1886) (aqui), Rei da Baviera, Duque da Francônia, Duque da Suábia e Conde Palatino do Reno, que também era conhecido como Rei Cisne ou Rei dos Contos de Fada… que maldade, hehe… Reinou de 1864 à 1886, tornou-se Rei, após a morte de seu Pai, Maximillian II. Existe uma extensa literatura sobre o Rei Ludwig II da Baviera, mas falando resumidamente ele era um grande fã dos palácios franceses e da arquitetura da época do Rei Sol, Luis XIV (aqui), da França. Ludwig II esteve na França uma vez na vida, mas foi o suficiente para servir de inspiração para a construção de Palácios de renome Mundial, como o Linderhof e o Castelo Neuschwanstein (aqui), talvez o Castelo mais famoso do Mundo. Ludwig II, também foi patrono de Richard Wagner (aqui), incentivando sempre seu trabalho, apesar de seu comportamento de protestos no que se referia a forma política e de cativar muitos inimigos entre os intelectuais, militares e nobres da Baviera. Ludwig II, foi deposto por diversas pressões, entre elas seus gastos na construção de seus Castelos e a pouca importância dada para as questões de política externa. Foi encontrado morto num lago, três dias após sua deposição, num caso até hoje não esclarecido.

Após a Primeira Grande Guerra Mundial, em 1918, a monarquia foi abolida. A tentativa de levar a Revolução Comunista Soviética à Munique falhou em duas ocasiões, então, nos anos seguintes, Munique tornou-se cada vez mais um foco de atividades nazistas, como as tropas de choque de Adolf Hitler (1889-1945) (aqui). Em Munique também ocorreu, em 9 de Novembro de 1923, o “Putsch da Cervejaria” (aqui) ou “Putsch de Munique” (Putsch = Golpe), quando Hitler tentou tomar o poder da Bavaria, mas fracassou e acabou preso. No entanto, Munique sempre se manteve a sede do Partido Socialista dos Trabalhadores Nacional Alemão. Na prisão, após o Putsch da Cervejaria, Hitler escreveu seu famoso livro “Mein Kampf”, que traduzindo literalmente seria “Meu Campo”, mas o alemão também usa a palavra “Kampf” com outras conotações como “luta”, “combate”, “guerra”. No livro, Hitler colocou no papel todas as ideias que viriam a se tornar o cerne do Partido Nazista.

Munique 2016-6 (115)

Como não poderia ser diferente Munique foi duramente castigada ao fim da Segunda Grande Guerra Mundial, sendo a principal cidade alemã tomada pelos Aliados, pois, quem tomou Berlim foram os Soviéticos.

Totalmente reconstruída nas décadas seguintes, Munique teve outro momento muito difícil. Durante as Olimpíadas de 1972, na cidade, houve a maior tragédia até hoje numa Olimpíada, no episódio onde terroristas Palestinos sequestraram e mataram diversos atletas Israelenses, acabando por morrer também. Esse episódio é retratado em diversos filmes, talvez o mais famoso seja “Munique” de Steven Spielberg.

Apesar desses tempos recentes de muitos problemas e dificuldades o muniquense está vivendo a vida da melhor forma possível, com saúde, transporte, educação e segurança para dar e vender, recebendo os turistas de forma amigável, com muitas atrações muito bem cuidadas e aquela sensação de estarmos numa cidade de primeiro mundo, de primeiríssima qualidade, com um Povo bem Feliz e que adora uma cerveja e receber Muito Bem o Turista!!!

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Munique:

Este é um Roteiro com muitas Atrações fechadas e abertas em Munique para ser feito em uns 4 Dias. Se tiver menos dias concentre-se nas dicas dos Dias 1 e 2.

DIA 1:

HAUPTBAHNHOF

Costumo me hospedar perto da Hauptbahnhof, principal Estação de Trem de Munique, por isso coloco ela como ponto de partida. O que acho mais bacana é ver o movimento dos locais indo ou voltando do trabalho, a  galera chegando de outras cidades para ver algum jogo contra o Bayern de Munique ou os muniquenses embarcando para assistir seu time em outras cidades, além de uma Cerveja gelada e barata, no mercadinho que tem lá. Também é onde costumo tomar meu Café da Manhã. Dali partem trens para toda a Europa.

Onde: Bayerstrasse, 10a.

Munique 2012-1 (1)
Hauptbahnhof

KARLSTOR

No caminho para o próximo ponto passará por uma grande filial da loja de departamentos Karstadt. A próxima parada é a Karlstor, o portão é a entrada oeste da cidade, é um dos mais antigos de Munique e ponto de encontro de jovens, adultos e idosos! Por ela Você entra no Centro Histórico de Munique.

Onde: Karlsplatz.

Munique 2019 (87)
Karlstor

BÜRGERSAALKIRCHE

No caminho da Marienplatz, que é o Coração de Munique, pare nos próximos pontos. Primeiro a Bürgersaalkirche, que a gente não dá nada por fora, mas que vale demais a visita. A Igreja pertence à congregação das Marianas. Nela está o túmulo do padre jesuíta Pater Rupert Meyer (aqui), beatificado pela Igreja Católica, tendo sido sempre foi uma voz forte contra as forças nazistas. Tem a Via Sacra representada por estátuas muitíssimo bem feitas, numa Capela inferior. Não deixe de subir as escadas para ver a parte superior, lindíssima!

Onde: Neuhauser Strasse.

Bürgersaalkirche

IGREJA DE ST. MICHAEL

Logo depois está outra belíssima Igreja, a Igreja de St. Michael, considerada a Maior Igreja Renascentista ao norte dos Alpes.

Construída por Wilhelm V da Baviera, entre 1583 e 1597, ela tem grande importância por abrigar os túmulos de membros da casa dos Wittelsbach, entre eles Maximiliano I, o famoso Rei Ludwig II da Baviera e seu irmão Otto da Baviera.

Onde: Neuhauser Strasse, 6.

Munique 2016-7 (262)

Munique 2018-1 (370)
Igreja de St. Michael

FRAUENKIRCHE

Um dos símbolos de Munique, a Frauenkirche é a maior Igreja da capital Bávara, suas cúpulas são símbolos da cidade e seus pontos mais elevados.

Onde: Frauenplatz, 12.

Munique 2016-6 (193)
Frauenkirche vista da Igreja de Sankt Peter

MARIENPLATZ

O Coração de Munique está na Marienplatz, na idade média servia como local de torneios e mercado, hoje é o local por onde passam milhões de turistas todo ano. Abaixo, seus pontos mais importantes: a Neues Rathaus com seu Glockenspiel, a Mariensäule e a Altes Rathaus.

Onde: Marienplatz.

PONTOS DA MARIENPLATZ:

  • Neues Rathaus: A nova prefeitura de Munique é um prédio de rara beleza, pra mim entre os mais bonito que conheço no Mundo. Nele está o Glockenspiel, um teatro de bonecos que acontece diariamente quando o relógio bate 11h, 12h e 17h.
    A nova prefeitura levou quarenta anos para ficar pronta e em sua fachada apresenta diversas histórias e lendas do estado da Baviera. O prédio foi feito no estilo Gótico em homenagem a época em que Munique teve muita prosperidade. Como foi feito numa era posterior a Gótica, então, o estilo passa a se chamar “Neogótico”. Aprendeu? Quando a obra é feita fora da época original coloca-se o “Neo” na frente, assim temos Neogótico, Neoclássico e daí por diante.
    Onde: Marienplatz, 8.
  • Mariensäule: A pequena e Belíssima Coluna de Maria, possui uma estátua de ouro, e fica em frente a Neues Rathaus. Maria é a Padroeira da Baviera.
    Foi construída, em 1638, para comemorar o fim da ocupação sueca e a Guerra dos Trinta Anos.
    Mais informações aqui. Tem que usar o tradutor, pois, é um link em alemão.
  • Altes Rathaus: Construída em 1310, a antiga prefeitura, tem um interior que é considerado uma obra-prima da Idade Média, mas das diversas vezes em que estive em Munique nunca entrei. Também abriga um Museu de Brinquedos!
  • Glockenspiel: O teatro com os sinos da Neues Rathaus, se apresentam diariamente às 11h, 12h e 17h.
    Nela são retratados o casamento do Duque Wilhelm V – fundador da Hofbrauhaus – e Renata de Lorraine. Em homenagem ao casal, há uma batalha de cavaleiros, onde, obviamente o Cavaleiro Bávaro sempre vence!
    Na outra parte do teatro vemos uma Dança. Segundo consta, em 1517, houve uma praga em Munique e um grupo andava pelas ruas dançando, de modo que o astral do povo melhorasse e também mostravam apoio, perseverança e fidelidade a autoridade do Duque. A dança é conhecida como Schäfflertanz.
    Para ver um trechinho do Clockenspiel clica aqui.

Munique 2019 (60)Munique 2018-1 (725)Munique 2019 (54)Munique 2018-1 (389)Munique 2016-7 (82)Munique 2016-7 (269)

Munique 2016-6 (212)
Marienplatz

SANKT PETER KIRCHE

Saindo da Marienplatz, siga para a Sankt Peter Kirche, a Igreja de São Pedro. Repare no altar de ouro e nos belos afrescos. Conhecida como Alte Peter – Velho Pedro – é a mais antiga da cidade, construída no século XI, sua torre com mais de 300 degraus é muito visitada por turista e oferece uma bela vista da cidade e, dependendo do clima, é possível ver até os Alpes!

Onde: Rindermarkt, 1.

Antigamente eu sugeria que, depois de passar pela Sankt Peter Kirche, segui-se direto para a Asamkirche e depois, sim, o Viktualienmarkt, na volta. Acontece que o desvio é considerável e como o Roteiro segue, então acabei colocando a linda igrejinha Asamkirche em “Outras Atrações”.

Munique 2012-1 (9)
Sankt Peter Kirche

Munique 2016-6 (198)

Munique 2016-6 (194)
Da Torre da Sankt Peter Kirche

VIKTUALIENMARKT

Pertinho da Igreja de São Pedro está o Viktualienmarkt, uma grande praça de Munique com diversas barraquinhas vendendo muitas guloseimas para comer na hora e artigos vindos das inúmeras fazendas ao redor de Munique. Nela encontramos uma filial da Nordsee com peixes e frutos do mar que vão do barato ao caro e que eu Adoro. O Viktualienmarkt fecha aos domingos, como toda Munique. Programe o domingo para fazer museus ou bate-voltas, porque Munique (e quase todas as cidades alemãs) fica com todo o comércio fechado.

Onde: Viktuelienmarkt, 3.

Munique 2016-7 (290)

Munique 2016-7 (98)
Viktualienmarkt

HOFBRÄUHAUS

De lá vá até a Cervejaria Mais Famosa do Mundo, a Hofbräuhaus. Fundada em 1589 pelo Duque Wilhelm V. Ficava em outro endereço, mas desde 1654, funciona no seu endereço atual. Até 1830, era a cervejaria da realeza, mas, a partir de então passou a servir o público.

Muitos dizem preferir a Augustiner, que com certeza também merece uma visita, mas deixar de ir na Hofbräuhaus é como ir ao Rio de Janeiro e não ir ao Pão de Açúcar ou ao Corcovado ou Copacabana.

A Hofbräuhaus merece uma visita com calma, quem sabe um almoço ou jantar? Uma Cerveja, com certeza!

Onde: Platzl, 9.

Munique 2019 (63)Munique 2016-7 (102)

Munique 2016-6 (13)
Hofbräuhaus

MAXIMILIANSTRASSE

A Maximilianstrasse é a famosa avenida chique de Munique. Nela encontrará aquelas marcas mais caras do mundo, como Rolex, além de muitos Porsches e as melhores BMW estacionadas pela rua.

Onde: Maximilianstrasse.

Munique 2012-17
Maximilianstrasse

BAYERISCHES NATIONALTHEATER

Na sequencia do Passeio vai passar pela Bayerisches Nationaltheater, o Teatro foi construído entre 1811 e 1818, o Teatro Nacional tem estilo Clássico e é sede da Ópera da Baviera. É conhecido como uma das melhores casas de ópera do mundo.

Onde: Max-Joseph-Platz, 2.

Munique 2012-18
Bayerisches Mationaltheater

ODEONPLATZ

A Odeonsplatz é outra praça muito famosa de Munique, nela e a seu redor estão a Theatinerkirche, o Feldherrnhalle, o complexo do Residenz e Teatro Cuivillés e o Hofgarten.

Onde: Odenplatz.

PONTOS DA ODEONPLATZ:

  • Theatinerkirche ou Sankt Kajetan: Igreja com um interior todo branco é Belíssimo. Suas torres fazem parte da paisagem de Munique. Concluída em 1688, em comemoração ao nascimento de Max Emmanuel, herdeiro do príncipe Ferdinand.
    Onde: Odeonplatz.
  • Feldherrnhalle: Edifício aberto, construído em 1841, inspirado na Loggia dei Lanzi, de Florença, para comemorar os feitos do exército bávaro.
    Construído para homenagear heróis da Baviera, possui duas estátuas de militares muito importantes na História da região, Johann Tilly e Karl Philipp von Wiede.
    Neste local, em 1923, aconteceu a tentativa frustrada de golpe, de Adolf Hitler, conhecido como o “Putsch de Munique” ou “Putsch da Cervejaria”.
    Onde: Odeonplatz.
  • Hofgarten: Localizado no fundo da Residenz (que aconselho fortemente a visita por dentro no Dia 2) fica o Jardim da Corte ou Hofgarten. A entrada se dá pela Odeonplatz e é gratuita. Os jardins são bem cuidados e os muniquenses estão sempre por ali.
    A construção localizada no centro do jardim é chamada de Templo de Diana, esta construção se manteve do primeiro jardim. Sobre o templo de Diana, havia uma estátua da própria deusa, agora existe uma estátua em bronze de Tellus Bavarica, que é a representação feminina da própria região, representando o Natural, o País.
    No fundo, da Hofgarten fica a chancelaria do estado da Baviera e é uma construção toda em vidro.
    Onde: Ali colado na Odeonplatz.
  • Residenz: Imperdível. Ver no “Dia 2”.
  • Teatro Cuivilles: Ver “Dia 2”.

Munique 2018-1 (420)

Munique 2012 - 199 (1)Munique 2016-4 (7)Munique 2019 (205)Munique 2016-4 (14)Munique 2016-7 (152)Munique 2016-7 (159)

Munique 2012-1 (10)
Odeonplatz e Hofgarten

DIA 2

ENGLISCHER GARTEN

O Englischer Garten é uma Ótima Pedida  para um Passseio Matinal, um almoço, um fim de tarde! O Parque possui Biergartens espalhadas pela área, vale a visita à Biergarten da Torre Chinesa e ao Monopteros. No Rio que corta o Englischer Garten, uma formação permite que surfistas peguem ondas e surfem! Sensacional. Tem post próprio: aqui.

Clicando aqui Você vê um trechinho do Pessoal Surfando.

Onde: Englisher Garten.

Munique 2019 (182)Munique 2019 (169)Munique 2018-1 (541)Munique 2018-1 (537)Munique 2018-1 (79)Munique 2018-1 (524)

Munique 2016-7 (162)
Englischer Garten

RESIDENZ

Um Passeio Imperdível de Munique, na minha opinião, é conhecer o Palácio Real, conhecido como Residenz. O Palácio foi a morada de antigos duques e reis bávaros, entre 1323 à 1918.

O local mais visitado de Munique tem, entre suas principais atrações, a Reiche Kapelle, capela particular de Maximilian I; a Grotenhof, gruta repleta de cristais e conchas; o Antiquarium, salão com inúmeras estátuas e bustos de personalidades bávaras; a Schatzkammer, câmara dos tesouros com joias da realeza bávara; a Ahnengalerie – Galeria dos Ancestrais – com quadros de ancestrais nobres; a Kaisersaal – Salão do Imperador -, onde ocorriam festas e reuniões; e muitas outras salas e salões.

Apesar de ser um Palácio, no centro de Munique, a sensação é de estar visitando um Castelo pelo lado de dentro. Aliás, o Castelo mais famoso da Alemanha é o Neuschwanstein, porém a nobreza nunca morou lá, mas no Residenz de Munique.

Onde: Residenzstrasse, 1. Fica ali na Odeonplatz.

Munique 2016-3 (20)Munique 2016-3 (140)Munique 2012-1 (13)

Munique 2019 (341)Munique 2019 (326)

Munique 2016-3 (147)

Munique 2019 (295)

TEATRO CUVILLIÉS

O Teatro Cuvilliés é uma extensão do Residenz, mas temos que sair e entrar novamente. Construído em 1751 é uma obra única do Estilo Rococó.

OBS: A visita, feita com bastante calma, no Teatro Cuvilliés e no Residenz, pode levar aproximadamente 3h.

Munique 2019 (387)

Munique 2019 (380)

DIA 3:

SCHLOSS NYMPHENBURG

O Palácio de Nymphenburg ou Schloss Nymphenburg é de estilo barroco e um dos mais belos da Europa. Encomendado em 1664, teve sua parte central finalizada em 1675, e ganhou muitas expansões com o passar das décadas.

Nele nasceu o famoso Rei Ludwig II, em 1845. O Palácio está aberto ao público, embora também continue servindo como residência oficial do chefe da Casa dos Wittelsbach, o Duque da Baviera.

São muitas atrações no Palácio e nos seus jardins.

Suas partes internas mais interessantes, são o Festsaal, salão de Baile no estilo rococó, homenageando a deusa Flora; a Galeria das Belezas com pinturas das mais lindas jovens muniquenses da época de Maximilian I, que a mandou construir; a Steinerner Saal – Galeria de Pedra – com lindos afrescos e bela decoração, além das muitas pinturas e esculturas espalhadas pelos quartos e salas.

O Palácio de Nymphenburg também conta com museus interessantes, entre eles um Museu de CarruagensMarstallmuseum – e outro de Porcelanas.

Do imenso jardim do palácio pode-se entrar para o Jardim Botânico repleto de flores raras e ótima estrutura, passar pela Magdalenenklause, visitar o castelo Amalienburg e o Pagodenburg, o Badenburg, que era a casa de banho da realeza, onde funcionou a primeira piscina aquecida da Europa.

Onde: Schloss Nynphemburg, 1.

Munique 2016-1 (14)Munique 2016-1 (34)Munique 2016-1 (56)Munique 2016-1 (85)

Munique 2016-1 (137)
Schloss Nymphenburg

COMPLEXO BMW

O Complexo BMW , que pode ser combinado com o Olimpiapark (abaixo), é Composto pelo BMW Welt, uma concessionária do futuro; o BMW Hochhaus, a torre da BMW, em tom prateado e em formato de quatro cilindros; e BMW Museum (não fui), com mais de cinco mil metros quadrados de exposição, distribuídos em cinco andares, que além de carros e motos, apresenta a História da Marca. O único que é pago é o BMW Museum. Você pode apenas visitar a loja BMW Welt, que já valerá a visita.

Onde: Olimpiapark, 1.

Munique 2016-2 (162)Munique 2016-2 (145)Munique 2016-2 (159)

Munique 2016-2 (167)
Complexo BMW

OLIMPIAPARK

O Olimpiapark foi construído para as Olimpíadas de 1972 e recebe muitas atrações durante o ano. Foi nessa área que, pela primeira vez atracou o Zeppelin, em 1909, depois, em 1925, construiu-se o primeiro aeroporto de Munique. Os morros são artificiais e feitos com entulho das edificações destruídas na Segunda Grande Guerra Mundial. Dá para combinar com o Complexo BMW e a Torre de Observação.

Onde: Spiridon-Louis-Ring, 1.

OBS: Para a visita ao Mundo BMW e ao Olimpiapark pense em fazer uma visita superficial. Se quiser visitar o Museu da BMW, a Torre e o Complexo, seu dia terminará por aqui.

Munique 2016-2 (174)

Munique 2016-2 (172)
Olimpiapark

DIA 4:

No Dia 4 tem três Atrações, mas só dá tempo de fazer duas. Caso queira apenas dar uma volta pelo Alianz Arena (sem o Museu), talvez dê tempo de visitar os três, mas deixando o Alianz por último.

DEUTSCHES MUSEUM

O Deutsches Museum é um gigantesco Museu de Ciência e Tecnologia, com nada menos que cinco mil metros quadrados de exposições, espalhados por sete andares.

Nele encontramos amostras das principais invenções da humanidade. Uma de suas principais alas é a dedicada a Leonardo da Vinci, com réplicas em tamanho original

Fundado em 1903, localiza-se numa ilha, no rio Isar, no centro de Munique.

Onde: Musemsinsel, 1.

Munique 2016-6 (139)
Deutsches Museum

ALIANZ ARENA

O moderno estádio do Bayern de Munique, o Alianz Arena, abriga um Museu e loja com artigos do Maior Clube de Futebol da Alemanha. Tem que pegar um trem para chegar lá. Eu fui, mas não visitei o Museu, apenas andei ao redor e visitei a Megastore.

Onde: Werner-Heisenberg-Alle, 25.

Munique 2016-7 (213)

Munique 2016-7 (227)
Alianz Arena

DACHAU

O Campo de Concentração da Segunda Grande Guerra Mundial de Dachau fica fora de Munique. Foi o primeiro Campo de Concentração construído, em 1933, e serviu de modelo para outros. Acho que é um Passeio que vale muito a pena, caso tenha tempo. Claro, não é o tipo de Passeio que fazemos selfies sorrindo, né?

No início, Dachau recebeu muitos prisioneiros políticos que eram contra o Regime Nazista e funcionava como um campo de trabalho, também era usado para treinar soldados da SS. Logo, o campo passou a receber também Testemunhas de Jeová, homossexuais e imigrantes, mas a maioria absoluta foram de judeus.

Por esse campo passaram mais de duzentos mil prisioneiros de mais de trinta países e, também foi usado para o extermínio de cerca de trinta mil pessoas. Muitos morreram em virtude das péssimas condições como eram tratados.

Após a Guerra, as forças aliadas obrigaram os cidadãos Muniquenses a ir ao local e ver tudo o que era feito ali, também foram obrigados a carregar e enterrar de forma digna milhares de mortos.

Vale a pena ter o audioguia. Para chegar pegue a linha S2 do Metrô para a Estação de Dachau e depois o ônibus 726. Funciona de terça a domingo.

Onde: Dachau.

Munique 2016-4 (123)Munique 2016-4 (77)Munique 2016-4 (97)

Munique 2016-4 (109)
Campo de Concentração de Dachau

Outras Atrações de Munique:

Em Munique existe uma grande quantidade de Museus, além de cidades e lugares excelentes que ficam próximas e se pode visitar em um dia. Como sempre digo, coloque o máximo de dias que puder para Munique, ainda assim vai precisar selecionar o que quer ver, pois, tem muitos Bate-Volta possíveis.

Dreifaltigkeitskirche: Igreja barroca da Santíssima Trindade, construída entre 1711 e 1718. Onde: Paccelis Strasse, 6.

Homenagem à Michael Jackson: Local onde fãs depositaram fotos e lembranças do ídolo da música americana. Onde: Promenadenplatz.

Asamkirche: Igreja Belíssima, mas tirei do Roteiro do “Dia 1” porque requer um desvio, à partir do Viktualienmarkt. Construída em estilo rococó pelos irmãos Asam, entre 1733 e 1746. A intenção dos irmãos era a de se fazer uma Igreja particular em homenagem à São João de Nepomucemo, mas, logo a população se revoltou e eles foram obrigados a abrir a Igreja ao público.
A riqueza de detalhes para onde quer que se olhe na Asamkirche, costuma impressionar até aqueles que chegam com alta expectativa.
Próximo à Asamkirche está a Sendlinger Tor, outro dos portões da cidade.
Onde: Sendlinger Strasse, 32.

Asamkirche

Isator: Próximo ao Viktualienmarkt: é o portão medieval mais bem preservado de Munique. Fazia parte das Muralhas da cidade, construído no século XIV.

Onde Comer:

  • Na rua: Muitas lanchonetes de rede e alemãs. Gostamos muito do cachorro quente que fica em um trailer do lado de fora da Hauptbahnhof. Também, no Viktualienmarkt e no Englischer Garten.
  • Eataly: Munique tem sua filial do Eataly. Sempre indico para o Pessoal dos meus Grupos e eles sempre me agradecem pela Dica!
  • Biertgarten da Viktualiernmarkt: fica pertinho da Marienplatz. Dizem os bávaros que você só conhece a Baviera se conhecer primeiro o Viktualienmarkt…e é verdade.
  • Augustiner Keller: é a Cervejaria mais tradicional e mais antiga de Munique. Fica na Frauenpaltz 8.
  • Hirschgarten: é a maior Biergarten de Munique, com capacidade para 8 mil pessoas. Fora do Centro, nunca fui nessa. Fica na Hochstrasse 77.
  • Nordsee: É uma rede que tem em várias cidades e serve peixes e frutos do mar. O preço vai do barato ao caro e eu Adoro! Um almoço sai por cerca de 10 euros. Delícia! Tem um grande no Viktualienmarkt.
  • Hofbräuhaus: A Cervejaria mais famosa do Mundo, conhecida por sua cerveja, salsichas e joelho de porco. Fica na Platzl 9.
  • Augustiner Brau: Neuhauser Straße 27.
  • Weisses Brauhaus: Tal, 7

Compras em München:

  • REDUZIERT: Palavra mágica, que significa PROMOCÃO.
  • KARSTADT: Loja de departamentos, que junto a Galeria Kaufhof, é adorada pelos muniquenses. Tem de tudo, desde artigos para casas até perfumes chocolates e toda a sorte de roupas. Os preços não são lá grandes coisas, mas vale a pena conhecer. Uma vez fui na Karstadt, depois de passar por Paris, e os preços dos perfumes estavam mais baratos na Alemanha.
  • GALERIA KAUFHOF: Como a Karstadt, é uma loja de departamentos adorada pelos muniquenses. Tem de tudo, desde artigos para casas até perfumes chocolates e toda a sorte de roupas. Os preços não são lá grandes coisas, mas, também vale a pena conhecer.
  • C&A: Costuma ser sempre a mais barata, e com qualidade melhor que a qualidade da C&A brasileira.
  • H&M: Sempre ótimos preços.
  • PIMKIE: Roupas descoladas e baratas.
  • MANGO: Mais sóbria e sempre com bons preços.
  • ACCESSORIZE: Loja de acessórios femininos.
  • I AM: Loja de acessórios, anexa à C&A e a maior fica dentro da estação de metrô da
    Karlsplatz (Stachus).
  • CHRIST: Loja de relógios com ótimos preços se comparados aos nossos. Dá uma olhada no site! Uhren = Relógio. http://www.christ.de/
  • NEW YORKER: As mulheres adoram, pois tem muitas roupas com ótimos preços e é onde compram presentes pra um monte de gente e elas mesmas.
  • SATURN: Loja de produtos de tecnologia, como Câmeras fotográficas, computadores e tudo mais. Uma dica é abrir o site deles em uma aba e abrir outra aba com a americana BEST BUY para comparar os preços. Site da SATURN: http://www.saturn.de/

Quatro Palavras Importantes em Alemão:
Tchau = Auf Wiedersehen, pronuncia-se Auf Fiderserren.
Por favor = Bitte
Obrigado = Danke

Como podem ver Munique tem muito a oferecer, sendo possível passar uns 10 dias por lá conhecendo as atrações da cidade e fazendo Bate-Voltas. Considero um dos lugares mais bacanas da Europa e moraria lá facilmente.

Veja outros posts do VIAJA DAQUI que têm tudo a ver com a Cidade de Munique nos links abaixo:

ENGLISCHER GARTEN

RESIDENZ e o TEATRO CUIVILLÍES

Veja outros posts com possibilidade de fazer Bate-Voltas pelos Arredores de Munique nos links abaixo. Para alguns desses locais abaixo só consegue visitar se estiver de carro ou realmente dormindo no local. Os três primeiros são bem possíveis fazer de Trem e os mais importantes na lista:

SALZBURG

NEUSCHWANSTEIN

ZUGSPITZE

GARMISCH – PARTENKIRCHEN

MITTENWALD

OBERAMMERGAU

INNSBRÜCK

ROTA ROMÂNTICA

ROTHENBURG: ROTA ROMÂNTICA

WÜRZBURG

WIESKIRCHE

NÜREMBERG

LANDSHUT

HEIDELBERG

BERCHTESGADEN LAND

TITISEE-NEUSTADT na FLORESTA NEGRA

FREIBURG, CAPITAL DA FLORESTA NEGRA

LETREIROS DE FERRO FORJADO DA ALEMANHA E ÁUSTRIA

Gostou? Deixa suas dicas, dúvidas, críticas ou elogios nos comentários, por favor. Obrigado de coração pela visita no Viaja Daqui.

24 comentários em “Munique é um Espetáculo

  1. Ê saudades boas dessa viagem! A foto do arco-iris já me remeteu a quando eu fui, q tinha um imeeeeenso e completinho na estrada. Lindo!!
    O post todo me reportou a Munique novamente, desde os pontos turísticos até as lojas mencionadas. rsrs…
    Bateu saudades do Nordsee (e de um outro local onde eu sempre comprava sanduíche, mas esqueci o nome), de tomar café da manhã na Hauptbahnhof antes dos passeios, de andar pelo Englischer Garten e pelas ruas de lá.
    Valeu, Vladi! Muito bom. 🙂 :-*

    Curtido por 1 pessoa

  2. Esse posto está INACREDITÁVEL! Voltei no tempo em que vc nos levou nessa BELÍSSIMA VIAGEM. INESQUECÍVEL!! Sua dedicação é impressionante!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muito bacana!
    Conheci 2 cidades de lá , lindas, mas Munique eu não conheço ainda não.
    Com o seu post, deu vontade de ir.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s