Maragogi e as Piscinas Naturais

Maragogi foi um daqueles lugares que ficaram muito acima das expectativas, a começar pelo caminho escolhido para chegar até lá, a Rota Ecológica de Alagoas. O Ricardo Freire do VIAJE NA VIAGEM aconselha ir pela Rota Ecológica se for para dormir na Rota Ecológica (veja aqui). Apesar da heresia em discordar do Guru de todos os Blogueiros de Viagem, posso dizer que a escolha foi perfeita e chegar à Maragogi pela Rota Ecológica valeu a pena, pelo menos pra mim.

Maragogi (18)

Outra curiosidade foi que a hospedagem ficou fora de Maragogi, em Ponta de Mangue, outra escolha perfeita, mas que precisa estar de carro para fazer o mesmo. Em Ponta de Mangue fiquei em um chalé perto da praia e, ainda por cima pegando dias de Lua Cheia, que permitiram mergulhos de dia e à noite. Perfeito! Em Ponta de Mangue fica o resort Gran Oca Maragogi e bem em frente a este resort, durante a maré baixa, forma-se um imenso banco de areia, onde caminhamos cerca de um quilômetro até alcançarmos as Piscinas Naturais e seus corais. Incrível! Imperdível! Vai lá! Confira o post exclusivo aqui. Continuar lendo “Maragogi e as Piscinas Naturais”

Maceió, a Capital do Caribe Brasileiro.

Estive em Alagoas por sete dias de umas curtas férias, a Viagem teve quatro dias na capital Maceió e três dias em Maragogi e Ponta de Mangue. A Capital Alagoana é agradável com algumas praias que surpreenderam e outras que ficaram abaixo da expectativa. O Estado de Alagoas é conhecido como o Caribe Brasileiro por causa das suas Piscinas Naturais e da sua água claríssima, um título merecido, pois realmente nadei em águas muito cristalinas quando estive por lá.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Maceió em três dias:

Apesar de ter ficado quatro dias por lá, não conto um dos dias porque fiquei sem compromissos.

HOSPEDAGEM

Raramente indico Hospedagem, mas em Maceió fiquei num Hotel Simples, Limpo e Bem Localizado com um preço Excelente. Trata-se do GOGÓ DA EMA. Clica aqui e vai lá.

Dia 1

PRAIA DA JATIÚCA, PRAIA DE PONTA VERDE e BARRACA LOPANA

Tire o dia de sua chegada para ficar light. No meu caso, cheguei no início da tarde e passei o dia passeando pelas Orlas das Praias de Jatiúca, Ponta Verde e Pajuçara.

Programe seu dia caminhar pelo calçadão da Praia da Jatiúca, Praia de PajuçaraPraia de Ponta Verde, onde está a Barraca Lopana.

Li muitas comparações da Lopana com as Barracas da Praia do Futuro, em Fortaleza, como a Crocobeach e a América do Sol, mas são coisas 100% diferentes….. a Lopana parece mais um quiosque de praia bacana, muito bacana, é como um quiosque da Praia de Copacabana ou da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, com ótimos petiscos e excelentes caipirinhas.

Lopana

WANCHAKO

À noite vá conhecer o Restaurante Wanchako, localizado na Praia de Jatiúca. Ele já foi considerado por muito tempo como “O Melhor Restaurante Peruano do Brasil”. Realmente é muito bom e vale a pena demais. Continuar lendo “Maceió, a Capital do Caribe Brasileiro.”

Ponta do Mangue, Alagoas

Ponta de Mangue ou Ponta do Mangue fica coladinha em Maragogi. Nela Você encontrará Piscinas Naturais e uma Barreira de Corais que se chega a pé na Maré Baixa, caminhando por cima de um imenso Banco de Areia, que se forma da Praia até os Corais. Incrível e Imperdível.

Maragogi (33)

O ponto exato em que se caminha pelo banco de areia fica bem em frente ao resort Grand Oca Maragogi. Um famoso resort da região que vira e mexe está em promoção. Fica de olho.

Sei que considerei esse Passeio o mais bacana de todos que fiz em Maragogi. Continuar lendo “Ponta do Mangue, Alagoas”

Castello di Banfi. Encontre seu Brunello di Montalcino no Val d’Orcia

O Castello Banfi – Il Borgo é uma construção Histórica do Século XIII, era chamada de Castello Banfi di Poggio Alle Mura e considero uma Ótima pedida para uma parada para degustar (e comprar) um autêntico Brunello di Montalcino, o Vinho mais famoso da Região do Val d’Orcia. O Castello Banfi entrou no meu Roteiro depois de muita pesquisa sobre as Vinícolas da Toscana. Ele encaixa perfeitamente se Você estiver de roller pelo Val d’Orcia. Esse post vai com as informações que consegui angariar em alguns Blogs (como sempre nas minhas Viagens) que tratam de Vinícolas na Toscana. Daqui pra baixo encontrará informações sobre outras Vinícolas e respostas a minhas perguntas encaminhadas para o Castello Banfi. Aviso: Apesar deles oferecerem Tours eu nunca fiz, pois, nunca tenho uma hora certa de chegar, porém, podemos ir até lá e apenas passear, comprar e degustar um bom Vinho em sua loja.

Toscana Pequeno 2018 - 4 (83)Toscana Pequeno 2018 - 4 (114)

O Castelo, hoje, é um Hotel de Luxo de 5* com restaurante, vinícola, adega e museu. Nele também é produzido o Brunello di Montalcino. No Castello Banfi encontramos Brunellos e Rossos, além dos Supertoscanos, que são vinhos blend (mistura de uvas) buscando maior equilíbrio, buquê e aroma, sem seguir as normas rígidas do Chianti Clássico. Continuar lendo “Castello di Banfi. Encontre seu Brunello di Montalcino no Val d’Orcia”

Freiburg, Capital da Floresta Negra

Freiburg im Breisgau ou Friburgo em Brisgóvia é a cidade mais ensolarada e quente da Alemanha, detém o título de Toscana da Alemanha”.

Freiburg - Floresta Negra (11)

Considerada uma cidade ecologicamente correta, não aceita carros em seu Centro, por isso ganhou também o título de “Capital das Bicicletas da Alemanha”. Continuar lendo “Freiburg, Capital da Floresta Negra”

Titisee-Neustadt, na Floresta Negra

A cidadela fica no meio de um Parque Florestal, na Floresta Negra, Alemanha e é bem pequenina, se resumindo a uma rua, mas “que rua”, belíssima que termina em um Lago, o Lago Titisee, que oferece vários tipos de Passeios de Barco.

Titisee - Floresta Negra 2018 (3)

Em Titisee vemos muitas lojas que vendem os famosos Relógios Cuco, tradicionais da Floresta Negra. Uma das Casas tem em sua fachada um grande Relógio Cuco que faz sua apresentação a cada hora. Continuar lendo “Titisee-Neustadt, na Floresta Negra”