O Belíssimo Instituto Inhotim

Estive em Inhotim com um de meus Grupos. Foi minha primeira vez por lá e preparei a Viagem através de muitos estudos. Ainda deu para combinar perfeitamente com um City Tour por Belo Horizonte. O Inhotim é tudo aquilo que falam mesmo! Vá com a certeza de ter momentos muito Agradáveis!

Esta Viagem foi Muito Especial, pois foi minha primeira Viagem com o crachá profissional de GUIA TURÍSTICO INTERNACIONAL, após um ano e meio de Curso Técnico.

O Instituto Inhotim é a sede de um dos mais importantes acervos de Arte Contemporânea do Brasil e o maior centro de arte ao ar livre da América Latina.

Em 2014, o Museu foi eleito pelo site Tripadvisor, um dos 25 Museus do Mundo mais bem avaliados pelos usuários. É muita coisa, viu, gente?

O nome vem do antigo responsável por essas terras, que pertenciam à uma mineradora. Seu nome era Timothy, o “Senhor Tim”, que na linguagem local acabou se tornando “Nhô Tim” ou “Inhô Tim”. Os íntimos chamam o lugar de “Fazenda do Nhô Tim”.

O Instituto surgiu em 2004, com o intuito de abrigar uma exposição de Bernardo Paz (aqui), que há vinte anos começou a se desfazer de sua coleção, que incluía Portinari, Guinard e Di Cavalcanti. Todos estão em Inhotim. Bernardo Paz era amigo de Burle Marx (aqui), que deu diversos pitacos na parte paisagística do Inhotim. Pra mim, a parte paisagística e botânica é o mais legal do Inhotim.

Em 2006, abriram o Instituto ao público. O acervo abrigava obras da década de 70 até a atualidade, em dezoito galerias. Hoje, possui cerca de 500 obras contemporâneas de mais de 100 artistas de 30 diferentes nacionalidades. Sempre renovadas, as exposições também inauguram novas Galerias todos os anos.

Em 2010, o Instituto Inhotim recebeu 170.000 visitantes, mas creio que já esteja recebendo muito mais.

Está localizado dentro da área de Mata Atlântica, com parte de Cerrado nos topos das Serras. Fica a uma altitude que varia de 700m à 1300m acima do nível do mar. Possui uma área de visitação de 96 hectares, contando com Jardins, Galerias, Edificações e Fragmentos de Mata, além de cinco Lagos Ornamentais. O Jardim Botânico tem 4.300 espécies em cultivo (em 2011). No Jardim Botânico, também está o único exemplar, na América Latina, da Flor-Cadáver, espécie nativa da Ásia, considerada a Maior Flor do Mundo – está no Viveiro Educador, na Estufa Equatorial – mas não é certo de estar florida quando estiver por lá.

Pelo que consta a maior coleção do mundo de Palmeiras está aqui, são perto de 1500.

O The New York Times citou Inhotim, dizendo: “Poucas Instituições se dão ao luxo de devotar milhares de acres de jardins e montes e campos a nada além da Arte, e instalar a Arte ali para sempre”.

Site do Inhotim: aqui.

Inhotim no Wikipédia: aqui.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Inhotim:

DIA 1

Muito diferente dos Roteiros de cidades, o Roteiro de dois dias no Instituto Inhotim, será definido por Setores/Circuitos. Pelos estudos, junto a experiência que tive por lá minha sugestão é de que no primeiro dia, visite os Circuitos Rosa e Amarelo. No segundo dia o Circuito Laranja.

Circuito Amarelo:

  • Galeria Mata;
  • Galeria True Rouge;
  • Galeria Praça;
  • Galeria Fonte;
  • Galeria Cildo Meireles;
  • Rivane Neuenschwander

Jardins Temáticos:

  • Jardim Pictório;
  • Largo das Orquídeas.

Circuito Rosa:

  • Galeria Lago;
  • Galeria Doris Salcedo;
  • Galeria Marcenaria;
  • Doug Aitken;
  • Mathew Barney;
  • Galeria Miguel Rio Branco;
  • Galeria Claudia Andujar.

OBS: As Fotos a seguir são dos dois dias e não seguem nenhuma ordem de Roteiro.
OBS: A compra do Ticket do Carrinho é fundamental para conseguir fazer praticamente tudo em dois dias!
OBS: Tentei economizar nas fotos, mas é impossível!
OBS: Foi a Primeira Viagem que fiz com meu crachá de Guia Turístico Internacional! Já falei isso, né?

DIA 2

Galerias Circuito Laranja:

  • Galeria Adriana Varejão;
  • Galpão;
  • Valeska Soares;
  • Galeria Cosmococa;
  • Marilá Dardot;
  • Carlos Caraicoa;
  • Cristina Iglesias;
  • Galeria Lygia Pape;
  • Galeria Psicoativa Tunga;
  • Caroll Dunham.

Jardins Temáticos:

  • Jardim de Todos os Sentidos;
  • Jardim Desértico;
  • Jardim de Transição;
  • Vandário;
  • Jardim Veredas.

MAPA DO INSTITUTO INHOTIM em PDF

Espero que consiga abrir. Mas se ficar difícil pode pegar um na Entrada do Parque.

Clique para acessar o mapa_visite_inhotim_final.pdf

Onde comer:

Dentro do Instituto Inhotim:

  • Bar do Ganso: considerado o mais charmoso. Serve comida mineira a la Carte. Fica na altura do A10 do mapa, no circuito amarelo.
  • Tamboril: O mais famoso e caro. A la carte, semelhante ao Bar do Ganso. Na altura A5 do mapa.
  • Oiticica: O mais econômico, funciona à quilo e está na beira do lago, em frente a Magic Square, de Helio Oiticica. Na A12 do mapa, circuito rosa.
  • Lanchonetes e Pizza encontram-se entre os circuitos amarelo e laranja.

Em Brumadinho:

  • Caravela: Pelo que percebi, fica longe de Inhotim e Brumadinho. Comida Portuguesa e Internacional. Ótimos pratos e os preços me pareceram justos. Avenida Capegoara. Site: http://www.restaurantecaravela.com.br/menu.html;
  • Ponto Gê: Em Brumadinho. Comida Mineira. Rua Itagua, 350.
  • Casa do Abrahão: Uma unanimidade. Fica em Palhano, a uma hora de distância…

Conclusões:

Vejo muita gente dizer que uma das coisas mais legais do Instituto Inhotim é caminhar sem rumo e ir se deslumbrando e descobrindo o Instituto e suas Obras de Arte. Então, quem quiser fazer assim, fique a vontade. O conselho é que, em seu primeiro dia, você anote no mapa os lugares por onde passou, e, no segundo dia, com as anotações do mapa, faça algo mais direcionado, para não repetir nenhum ponto já visitado. No caso de querer visitar apenas caminhando, sem fazer uso do Carrinho, aconselho ter mais dias para Visitar o Instituto. Acho que esse tipo de Passeio em Inhotim, sem rumo, é mais bacana para quem vai muitas vezes pra lá e já conheceu tudo.

Como já disse e repito, o ideal é fazer uso do Carrinho e organizar seus dias de modo a ver tudo que tem por lá organizando seu Roteiro!

Reforço que conseguimos ticar, praticamente, todos os pontos em dois dias cheios. Lembro que com o uso do carrinho.

Inhotim é um lugar incrível e único que aconselho, fortemente, que Você inclua na sua Lista de Sonhos.

Veja outros posts do VIAJA DAQUI que têm tudo a ver com Inhotim nos links abaixo:

SÃO JOÃO DEL REI

TIRADENTES

BICHINHO

Gostou? Deixa suas dicas, dúvidas, críticas ou elogios nos comentários, por favor. Obrigado de coração pela visita no Viaja Daqui.

Museu do Automóvel da Estrada Real, em Bichinho. Você Tem Que Ir!

Antes de ir passar o feriado em São João del Rei e Tiradentes, havia feito meu dever de casa e nele inclui o Museu do Automóvel, mas, uma vez nestes locais, ouvi que era fora da cidade e, por falta de tempo, desencanei da ideia de visitá-lo. Entraria para as coisas que poderiam ser feitas e que ficariam para uma próxima!

Para minha surpresa, quando se está no lindo caminho de Bichinho, passamos na porta deste Museu, e claro, resolvi parar!!!

Visite o Museu do Automóvel da Estrada Real, quando estiver indo ou voltando de Bichinho. Continuar lendo “Museu do Automóvel da Estrada Real, em Bichinho. Você Tem Que Ir!”

Tiradentes

Uma das cidades mais queridas pelo turista brasileiro, em Minas Gerais. Tiradentes é cultura, mas é também sossego, é passear na Praça, é caminhar sem rumo, e é mais, é sinônimo de ganhar uns quilinhos. 😀

Fiz essa Viagem num grupo organizado em parceria com uma agência de viagens e todos adoraram!

IMG_4046
Ficou faltando gente na foto

Quando estive por lá, usei como base São João del Rei, e fomos à Tiradentes em duas ocasiões, uma à noite e outra, durante um dia inteiro, saindo na Maria Fumaça das 10h, de São João, retornando, na das 17h.

Tiradentes é uma cidade pequena com calçado em pedras e irregular, por isso vá sempre com sapatos/tênis e roupas confortáveis.

Continuar lendo “Tiradentes”

São João del Rei e suas Igrejas

São João del Rei serviu de base em nossa viagem à esta bela região do Brasil. Inicialmente, ficaríamos em Tiradentes, mas, o custo mais elevado e o fato de estarmos com um grupo, nos levou a optar por esta cidade que nos permitiu encontrar com facilidade um hotel que acomodasse quarenta pessoas! Isso aí, quarenta, num ônibus exclusivo, que saiu na sexta pela manhã, do Rio, retornando no domingo após o almoço.

A escolha se mostrou excelente, pois além da cidade ser bem bacana e com muitas atrações históricas e restaurantes, nosso hotel ficava próximo de tudo. Continuar lendo “São João del Rei e suas Igrejas”

Chico Doceiro e o Doce de Leite Campeão de Tiradentes

O Chico Doceiro é uma tradição, em Tiradentes.

IMG_4120

Posso dizer que vale a pena passar por lá, comer um Doce de Leite e fazer o seu pedido para levar pra casa! Quem nos atendeu, de forma muito gentil e atenciosa, foi o Filho dele, o José.

Continuar lendo “Chico Doceiro e o Doce de Leite Campeão de Tiradentes”

Bichinho

A cidade de Bichinho é uma Pérola Escondida, próximo à Tiradentes e São João del Rei.

IMG_4179

Bichinho é praticamente uma rua, com diversas lojas e ateliers de artesanato e um famoso restaurante, o Tempero da Ângela. Continuar lendo “Bichinho”