A Papal Avignon

Cidade que já foi um Grande Centro do Catolicismo, hoje, tem uma Vida Cultural ativa, além de ser romântica e charmosa, também é irresistível no que toca a um dos pecados capitais, a Gula. Não é a toa que faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

Avignon 2019 (16)Avignon 2019 (12)

Habitada desde a época dos Celtas, fez parte do Império Romano e da Rota dos Peregrinos que iam de Roma para a Espanha, em Santiago de Compostela, e vice-versa.

Foi na Baixa Idade Média, a partir de 1305, quando se tornou Sede da Igreja Católica e Residência Oficial do Papado que ganhou fama “mundial”. Dali saíram sete Papas e dois Anti-Papas. Isso mesmo, dois “Anti-Papas”, é que quando o sétimo Papa de Avignon, Gregório XI, decidiu que o Papado deveria voltar a Roma, em 1378, houve uma ruptura na Igreja, conhecido como “Grande Cisma do Ocidente” ou “Cisma Papal” (aqui). Com isso, por 46 Anos a Igreja ficou dividida entre dois Papados, Avignon e Roma. Assim, os Papas que ficaram em Avignon passaram a ser chamados de Anti-Papas.

O Papado de Avignon, também conhecido como “Cativeiro de Avignon” foi um período que durou de 1309 a 1377, quando a residência do Papa mudou de Roma para Avignon. Em 1305, o Rei Felipe IV da França, o Belo (1285-1314) conseguiu fazer um Papa Francês, o Papa Clemente V e, em 1309, o convenceu a mudar a sede do Papado do Vaticano para Avignon, dando origem a sequencia de Papas Franceses que viveram ali. Até que em 1377/8 a residência Papal voltou para o Vaticano por ordem do Papa Gregório XI, enquanto um Papa rival era eleito em Avignon, no caso sendo chamado de “Anti-Papa”. Sei que estou repetindo, mas é pra fixar… Essa questão acabou levando ao que foi conhecido como o “Cisma Papal”, que só foi resolvido com o “Concílio de Constança” (aqui), em 1414, que desmantelou de vez o Papado de Avignon.

Após a reunificação da Igreja e o Papado sendo exercido em Roma, Avignon continuou sendo propriedade Católica até que, durante a Revolução Francesa, Napoleão expulsa os clérigos da cidade e acabou…

Na Religião, um “Cisma” é quando há uma divisão, uma ruptura. O mais conhecido é o “Grande Cisma” (aqui) que dividiu os Cristãos entre Igreja Católica Apostólica Romana (aqui) e Igreja Católica Apostólica Ortodoxa (aqui). O Grande Cisma aconteceu porque, em 1054, houve uma ruptura definitiva por conta do apoio dos Papas, desde a época de Carlos Magno (742 – 814) (aqui) ao Sacro Império Romano-Germânico (aqui), em detrimento de apoio a Constantinopla e o Império Bizantino.

Por ser uma cidade um pouco maior do que a maioria das charmosas Vilas da Provence, possui uma melhor estrutura.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Avignon:

PLACE DE L’HORLOGE ou PRAÇA DO RELÓGIO

A principal Praça de Avignon, nela estão a Prefeitura “Hotel de Ville” e a Ópera.

Avignon 2019 (1)

PALÁCIO DOS PAPAS

Considerado por muitos como o Maior e Mais Importante Palácio Gótico da Europa, faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO. Quando estive lá estava fechado. Uma pena porque queria muito conhecer seu interior.

CATEDRAL DE NOTRE DAME DES DOMS

A Catedral fica ao lado do Palácio dos Papas e também faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO, tendo sido construída na metade do século XII. No alto da Catedral está uma imagem dourada da Virgem Maria. A imagem tem seis metros de altura e pesa 4500 kg.

Avignon 2019 (6)Avignon 2019 (7)

JARDIN DES DOM ou JARDINS DO ROCHER DES DOMS

É um Jardim que fica ao lado da Catedral e oferece uma bela vista do Rio Ródano e da Ponte Benèzet.

Avignon 2019 (10)Avignon 2019 (8)

PONTE SAINT BENÈZET

Conta a lenda que um jovem pastor chamado Benèzet encontrou Jesus, que pediu a ele que construísse uma ponte. O pastor foi avisar aos outros moradores que o ridicularizaram e disseram que se ele conseguisse levar um pesado bloco de pedra até a beira do rio teria permissão de construir a ponte. Como ele conseguiu recebeu o apoio de toda a cidade para a construção. Ela foi construída entre 1177 e 1185, sendo destruída 40 anos depois pelas invasões de Luis VIII. A partir de então a ponte foi reconstruída algumas vezes, mas com as cheias do Rio Ródano (Rhone) sua manutenção acabou sendo abandonada. Hoje restam apenas 4 arcos originais da ponte. A Ponte Benèzet faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

Avignon 2019 (12)

Avignon 2019 (2)Avignon 2019 (4)Avignon 2019 (3)Avignon 2019 (5)Avignon 2019 (9)Avignon 2019 (11)Avignon 2019 (16)

Outras Atrações de Avignon:

  • Mercado Les Halles: Famoso mercado de Avignon.
  • Culinária Provençal: Avignon é muito conhecida por seus restaurantes com comidas típicas.
  • Festivais, Concertos, Espetáculos: http://www.avignon-tourisme.com/

Veja os outros posts do VIAJA DAQUI que têm tudo a ver com Avignon nos links abaixo:

Provence: LE BAUX e o CARRIÉRES DES LUMIÉRES

Provence: FONTAINE DE VAUCLUSE

Provence: MARSELHA e CASSIS

Riviera Francesa/Côte d’Azur: NICE

Riviera Francesa/Côte d’Azur: ST. PAUL DE VENCE

Riviera Francesa/Côte d’Azur: ÈZE

MÔNACO

Alpes Franceses: ANNECY

Alpes Franceses: CHAMONIX-MONT-BLANC

PARIS

Gostou? Tem dúvidas, dicas, elogios ou críticas? Por favor, deixa pra gente nos comentários. Obrigado de coração por visitar o blog Viaja Daqui.

11 comentários em “A Papal Avignon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s