A “Jovem” Braga!

A cidade de Braga foi a mais significante para nós, nessa Viagem à Espanha e Portugal, porque foi nela que nasceu meu Avô Manuel, Pai de minha Mãe Marisa e da minha Tia e Madrinha Marília, que foi comigo nessa Viagem Incrível.

Pelos motivos acima, acabei estudando muito da História dessa cidade que é uma das mais antigas de Portugal, daí nasceu este post, onde procuro fazer um resumo da história da simpática e antiga Braga.

Então, caso esteja interessado ou interessada  apenas nos pontos de interesse turístico da cidade, segue direto lá pra baixo, onde está VIAJA DAQUI ou O que fazer em Braga.

Ficamos cinco noites e aproveitamos para usar Braga como base para  fazer passeios pela Região do Minho e até um bate-volta à Santiago de Compostela. Foi uma base perfeita!

IMG_1331
Vista de Braga, desde o Santuário do Bom Jesus do Monte

Como também sou Professor de Dança de Salão, fui dar umas aulas na Excelente Academia de Dança de Braga, a APOLO BRAGA, onde fui extremamente bem recebido. Também, fizemos uma visita a parentes! O que isso tudo tem a ver? É que com tanto bate-volta e atividades em Braga, acabou ficando pouco tempo para turistar pela cidade!

IMG_1477
Obrigado de coração Zé Carlos e Jorge!!!

Academia APOLO BRAGA e foto do meu Avô Manuel, com Minha Tia Marília

Braga é a terceira maior cidade portuguesa, fundada pelos romanos como Bracara Augusta, com mais de 2 000 anos de História em constante desenvolvimento, crescimento e expansão. Braga está situada no Norte de Portugal.

Em 2012, foi dada como a Capital Europeia da Juventude. Conhecida na gíria popular como “A Cidade da Juventude”, que apesar de ser a cidade mais antiga de Portugal é simultaneamente  considerada a cidade mais jovem da Europa. Show, né? 🙂

Também é conhecida como “A Roma Portuguesa”, pela quantidade de igrejas, são mais de 30 pela cidade. Outras designações que recebeu ao longo dos tempos são “Cidade Barroca”, “Cidade dos Arcebispos”, “Cidade Romana”, “Capital do Minho” e “Cidade dos Três Sacro-Montes” – a citar o Bom Jesus, Sameiro e Falperra.

IMG_1979

Com origem no Mesolítico, o território que hoje é designado por Braga já existia como cidade antes de os romanos invadirem a Península Ibérica e era habitada pela tribo dos Brácaros.

Sendo uma das mais antigas cidades europeias convertidas aos Cristianismo, a História Bracarense pode ser mostrada pelos povos que a habitaram como os Brácaros – Celtas -, os Romanos, os Suevos, os Muçulmanos, e os momentos que viveram como A fundação de Portugal, A afirmação como Primado Católico, O Estado Novo e o Pós-25 de Abril.

IMG_1967
Encontro com parentes distantes. Obrigado, Céu e Manuela!
IMG_1923
Artesanato com a troca do “v” pelo “b”, comum na pronúncia local.

Braga é uma cidade situada no alto, diferente da maioria das povoações que buscavam regiões próximas aos rios.

As civilizações situadas no alto de colinas vêm da Idade do Ferro e em boa parte do norte de Portugal vemos os chamados Castros, povoações que ocupavam estes espaços. Maiores provas são difíceis de conseguir visto que o Centro Histórico e monumentos estão ocupando o espaço destas possíveis ruínas.

Programamos visitar um Castro próximo à Guimarães, mas ficamos sem tempo para ir até as ruínas.

Por volta de 138 antes de Cristo, os Romanos tomaram a região e passaram a chamar a cidade de Bracara Augusta. Uma grande batalha colocou Romanos e Bracáros frente a frente com vitória dos Romanos que trouxeram uma nova fase de desnvolvimento para a região e as cidades. Braga foi uma cidade que se desenvolveu bastante nessa fase com construções de edifícios públicos, templos, abertura de avenidas e criação de novos bairros.

IMG_1932
Largo de Santa Cruz, que está fora do roteiro abaixo.

Na alta Idade Média, após a Queda do Império Romano veio o Reino Suevo que fez de Braga nada menos do que sua capital política e intelectual. Depois foi dominada pelos Godos por mais de três séculos.

Até que em 715 os Mouros conquistaram a cidade, mas por pouco tempo.

Perto de 1070 é iniciada a construção da nova muralha citadina e da Sé de Braga, tida como a mais antiga de Portugal. Foi construída sobre um antigo templo romano dedicado a Deusa Íris. Nessa época também foi quando deve ter surgido a designação: Braga.

No século XII a cidade é doada aos Arcebispos e Braga ganha grande importância na Península Ibérica. Com medo da ascensão de Braga roubam-lhe, (é mole?… ) as relíquias dos Santos Bracarenses. Estas relíquias só voltaram a Braga no final do século XX.

IMG_1431

IMG_1952
Casa Pimenta! Excelente restaurante Bracarense

Nos séculos seguintes os edifícios de linhas romanas vão sendo trocados por construções de arquitetura religiosa

Com as invasões francesas e as lutas liberais, o centro da cidade migrou para a Avenida Central.

No século XX surge a revolução dos transportes e das infraestruturas básicas, até que no fim do século, Braga acaba se convertendo na terceira cidade do país.

VIAJA DAQUI ou O que fazer em Braga:

Braga é uma cidade ótima para se conhecer sem pressa. Os passeios turísticos, no seu Centro Histórico, não são muitos, a cidade é limpa e moderna, com excelente culinária a ótimos preços e um povo educado e legal pacas, ó pá!

IMG_1891

IMG_1869
Palácio e Museu dos Biscainhos

Comece pelo Palácio e Museu dos Biscainhos, uma visita simples e rápida neste Palácio/Museu/Jardim que mostra como viviam os portugueses, em séculos passados. Veja o post principal aqui.

IMG_1922

IMG_1511
Arco da Porta Nova

Ali pertinho está o Arco da Porta Nova que dividia a parte de dentro da parte de fora das muralhas de cidade.

A atual feição do Arco da Porta Nova data de 1772, um ano histórico em que a cidade rompia as antigas muralhas, expandindo-se.

O Arco encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1910.

IMG_1515

IMG_1504
Sé de Braga

Logo ali já irá esbarrar na Sé de Braga, que é a Catedral mais antiga do país, datada de 1070. Nela estão enterrados Dom Henrique de Borgonha e Dona Teresa de Leão, pais de D. Afonso Henriques, o primeiro Rei de Portugal. A Sé de Braga deu origem a uma expressão muito usada em Portugal, que diz “tal coisa é mais velha que a Sé de Braga”.

IMG_1517IMG_1493

IMG_1489

Siga então para o lugar que mais me agradou em Braga, o Jardim de Santa Bárbara, ali eu passava toda hora e sempre que podia. O local rendeu nossas fotos prediletas, na cidade.

O Jardim de Santa Bárbara é um belo Jardim, em Braga, que, se der sorte, estará todo florido. Fomos em maio com um ótimo clima, mas, a jardineira do Jardim me disse que ele bomba mesmo a partir de junho, que aliás é um mês para se ver muitas rosas por toda a Europa.

O Jardim de Santa Bárbara é um jardim público municipal, junto à ala medieval do Paço Episcopal Bracarense. O Paço Episcopal é o que dá o toque de magia nesse local adorável.

No seu centro encontra-se uma Fonte do século XVIII, que pertencia originalmente ao antigo Convento dos Remédios, encimada por uma estátua de Santa Bárbara.

Eu tirei umas fotos ótimas, do Jardim, à noite, mas não encontrei. Uma pena.

IMG_1441IMG_1442

IMG_1950
No caminho e na Avenida Central

Então rume para o Jardim da Avenida Central! Muitos restaurantes e até uma lojinha da Nuttela, um quiosque do time de futebol de Braga e o famoso Café A Brasileira, você verá pelo caminho. Passeie por lá, veja as lojas, o comércio e o modo de Vida Bracarense.

IMG_1371

IMG_1334

IMG_1398
Santuário de Bom Jesus

Se tiver com tempo curto procure ir ao Santuário de Bom Jesus do Monte ou Santuário de Bom Jesus de Braga neste dia, nós passamos uma manhã inteira por lá, mas em um outro dia. O Santuário fica fora do Centro Histórico, então, nada de querer ir a pé.

Este Santuário Católico dedicado ao Senhor Bom Jesus constitui-se num conjunto arquitetônico-paisagístico integrado por uma Igreja, um Escadório, uma área de mata – Parque do Bom Jesus -, alguns hotéis e um Funicular, conhecido como Elevador do Bom Jesus.

Paramos o carro lááááá em cima, no Parque do Bom Jesus, e descemos a pé até láááá embaixo, voltando até a altura da Igreja pelo funicular, onde deixei a Jô, Tio Nebar e Tia Marília esperando, enquanto fui pegar o carro no estacionamento do Parque.

Para ver o post principal desta visita ao santuário, clica aqui.

IMG_1409IMG_1422

IMG_1423
Santuário Nossa Senhora do Sameiro

Braga também tem o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, outra bela obra no alto de um morro. De noite, ao longe, fica belíssima com sua iluminação, em outra ocasião iremos fazer a visita à noite também!

O outro Santuário de Braga é o Falperra, mas este não conseguimos visitar.

Braga foi incrível e barata, sendo uma ótima base, de onde visitamos Barcelos, Viana do Castelo, Guimarães e Santiago de Compostela! Mas, mais do que isso, é a Terra Natal de Meu Avô Querido, e uma cidade que AMO!

TE AMO BRAGA!

Veja outros posts que têm tudo a ver com Braga:

O SANTUÁRIO DE BOM JESUS DE BRAGA

PALÁCIO DOS BISCAINHOS, em BRAGA

O PORTO

REGIÃO DO ALTO DOURO

GUIMARÃES

BARCELOS

VIANA DO CASTELO

Bate-Volta à SANTIAGO DE COMPOSTELA

Já esteve por lá? Deixa suas dicas e perguntas aqui nos comentários! Nunca foi? Diz o que achou do post! 🙂

Anúncios

13 comentários sobre “A “Jovem” Braga!

  1. Achei ótima a reportagem. Boas fotos e, certamente, motivadora a turistas brasileiros que não vão até o norte de Portugal. Perdem muito com isso.Só lamento Vs. não terem dado um pulo a Fafe, cidade próxima, maior contribuidora de emigrantes ao Brasil. Rua principal: Av. Brasil; o maior hospital da cidade ( creio que ainda) foi construído principalmente com recursos de portugueses morando em nossa terra. Parabéns por um bom trabalho!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s